Cidade

População do Coopagro recebe mais 244 casas do ‘Minha Casa, Minha Vida’

10/12/2011 às 06:00 - Atualizado em 31/08/2012 às 20:49

Fábio Ulsenheimer

Com as novas casas, Toledo somará 1.697 casas populares construídas e entregues a partir de 2005

 

Mais 244 casas populares serão entregues em Toledo nesta terça-feira (13). As novas habitações serão no Loteamento das Orquídeas, no Jardim Coopagro, e serão entregues às 9h, pelo prefeito José Carlos Schiavinato, pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, pelos representantes da Caixa Econômica Federal, entre outras lideranças.

Com as novas casas, Toledo somará 1.697 casas populares construídas e entregues a partir de 2005. As novas casas fazem parte do projeto Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, e prevêem sete unidades para deficientes, dentro de uma política de integração e inclusão do deficiente físico.

As casas são de 41,82 metros quadrados, com dois quartos, sala e cozinha conjugados, banheiro e lavandeira externa. Para os deficientes, as residências são um pouco maiores, de 52,71 metros quadrados. O novo conjunto habitacional, que exigiu um investimento de R$ 10 milhões, entre recursos da Caixa Econômica Federal e contrapartida municipal, ocupa uma área total de 75 mil metros quadrados.

 município entra na parceria com os recursos necessários para a compra subsidiada do terreno e infraestrutura, enquanto o Governo Federal financia a construção das casas.

O novo empreendimento beneficia famílias com renda mensal de zero a três salários mínimos. Como fazem parte do programa Minha casa Minha Vida, as prestações variam conforme a renda familiar. O valor corresponderá a no máximo 10% da renda familiar e o prazo de pagamento é de dez anos.

OUTROS PROJETOS – Mais projetos estão em andamento. Quatro deles são com a Caixa Econômica Federal e a previsão é de que os contratos sejam assinados ainda neste ano, permitindo assim o início imediato da construção das casas. Eles somam um total de 278 casas, que serão construídas em Dois Irmãos (seis unidades) e Vila Nova (oito casas), no interior do município, e no Residencial Imperial (46 unidades) e Residencial Barcelona (218 casas), no bairro Santa Clara IV, na área urbana.

“Queremos assinar os contratos ainda neste ano, permitindo assim o início imediato das construções”, disse o prefeito José Carlos Schiavinato, cobrando empenho da Secretaria de Habitação e Urbanismo, criada especialmente para dar mais atenção ao setor babitacional no município.

O outro projeto está em estudos e prevê uma parceria com o Governo do Estado, através da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). O projeto prevê a construção de 315 casas no Jardim Maracanã.

Publicidade
Publicidade
Publicidade