Aprovados no processo seletivo para residência médica têm até hoje para fazer a inscrição

Da Assessoria

Publicado em: 17/12/2013 - 09:47 | Atualizado em: 16/12/2013 - 16:38

Os médicos aprovados para fazer residência no Hospital Municipal Padre Germano Lauck e no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu, têm até a esta terça-feira (17) para confirmar a inscrição. As atividades serão iniciadas em março de 2014.

O resultado final com as notas e a classificação dos candidatos está no Diário Oficial do Município nº 2.149, do dia 11 de dezembro. As vagas estão garantidas para os dois primeiros colocados de cada especialidade. Caso não apareçam, a inscrição será dos classificados seguintes.

Para o segundo ano de residência médica, Foz do Iguaçu vai receber dez profissionais. Cada especialidade terá dois profissionais, são elas: Clínica Médica, Ortopedia e Traumatologia, Ginecologia, Psiquiatria e Cirurgia. Os nove médicos, que durante 2013 participaram da residência, passaram para a segunda etapa da especialização que seguirá em 2014.

As provas foram realizadas no dia 10 de novembro e foram bastante concorridas. Para clínica médica houve 41 candidatos e 28 alcançaram a média 5. Em cirurgia, dos 39 que fizeram a prova 26 foram aprovados; em ortopedia e traumatologia foram 27 médicos e 18 obtiveram a média; ginecologia teve 17 inscritos e 11 aprovados; e psiquiatria 18 candidatos e 8 com média 5.

Todo o processo seletivo foi realizado pela Associação Médica do Paraná. Os médicos residentes vão cumprir uma carga horária de 60 horas semanais. A residência na especialidade de ginecologia será realizada no Hospital Costa Cavalcanti e as demais no Hospital Municipal.

Os residentes atuam em consultas, ambulatório e enfermaria, nas respectivas áreas em que pretendem se especializar, sempre sob a supervisão de médicos especialistas. Cada residente tem um tempo para a formação que varia de dois a três anos. A primeira turma que iniciou as atividades em março desse ano irá para o segundo ano em 2014, abrindo vagas para os residentes do primeiro ano.

Todos os candidatos participantes da residência possuem o diploma ou certificado de conclusão de curso em medicina. Eles receberão uma bolsa no valor de R$ 2.076,26. De acordo com o presidente do Coreme, Roberto Almeida, “o programa de Residência Médica, além de especializar o profissional de medicina, também pode ajudar o município a solucionar o problema da carência de médicos em Foz. Estudos revelam que 70% dos residentes acabam ficando no município em que cursam a especialização, depois de concluí-la”, destaca o médico.

Compartilhar esta notícia

Publicidade

Comentários

Você precisa estar logado para comentar, clique aqui para entrar.
Se você for um novo usuário, clique aqui para se cadastrar.