Cultura

“Apollo 18” mostra a história de uma operação secreta da Nasa

01/02/2012 às 15:20 - Atualizado em 02/09/2012 às 21:25

Na mesma linha de "A Bruxa de Blair'' (1999) e de "Atividade Paranormal'' (2007), "Apollo 18'' chega às locadoras a partir do dia 8 deste mês. Assim como nos dois longas de terror mencionados, a ficção científica, dirigida pelo espanhol Gonzalo López-Gallego, é apresentada como um filme feito com trechos de gravações amadoras, encontradas tempos depois de um misterioso acontecimento.

O longa-metragem conta a história de uma operação confidencial da Nasa, a Apollo 18, que enviou três astronautas - Nate (Lloyd Owen), John (Ryan Robbins) e Ben (Warren Christie) - à Lua e foi considerada inexistente devido a seu fracasso.

No início, a jornada é avaliada como um sucesso, pois a nave pousa em solo lunar em segurança. O suspense começa depois dos primeiros 15 minutos de filme, quando a equipe passa a escutar barulhos estranhos.

A partir desse momento, indícios cada vez mais fortes apontam para a existência de outros seres no local.

Fazendo uso de imagens pretensamente amadoras, o filme, que tenta passar a ideia de um documentário, possui ritmo lento, mas gera a expectativa de uma tragédia iminente.

Com distribuição da Playarte, "Apollo 18'' arrecadou aproximadamente R$ 44,5 milhões pelo mundo e quase R$ 2,5 milhões no Brasil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade