Variedades

1º Festival de Maracatu de Maringá começa neste sábado

Oficinas, apresentações culturais e roda de conversa fazem parte da programação do evento; as atividades seguem até junho.
(Foto: Divulgação)

O 1º Festival de Maracatu de Maringá - FEMARA, realizado pelo Maracatu Ingazeiro com apoio da Vivaz Arte e Cultura é financiado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura - Prêmio Aniceto Matti e acontecerá durante os meses de maio e junho, em Maringá/PR.

A proposta do Festival é celebrar e fomentar o debate sobre as culturas populares e dar mais visibilidade às manifestações artísticas e religiosas de matriz africana.

A programação, que começa no próximo sábado (20), inclui oficinas gratuitas de maracatu de baque virado para a população local, que acontecerão nos dias 20 e 27 (maio) e 03 e 10 (junho), no Centro de Ação Cultural (CAC), das 15 às 19h.

Durante os dias 14, 15, 16 e 17 de junho haverá roda de conversa sobre afro-religiosidade e a cidade, apresentações dos grupos Baque Mulher, Pisada da Jurema, Anjos da Guarda - Bumba Meu Boi e SambaKGente, uma série de oficinas com mestres e, para o encerramento, um cortejo pelas ruas da cidade.

Nesta primeira edição, participam os grupos de maracatu paranaenses Aroeira Maracatu (Curitiba), Semente de Angola (Londrina), Novo Horizonte (Toledo) e Alvorada Nova (Foz do Iguaçu). Joana Cavalcante, mestra da Nação de Maracatu “Encanto do Pina”, mestre Chacon Viana, Pai Jean e o Ogan Deivison, de Recife - PE, também estarão presentes para ministrar oficinas.

O projeto, coordenado por João Furlan, é realizado com a verba do Prêmio Aniceto Matti de Incentivo à Cultura, Lei Municipal 9160/2012, Edital 008/2015, uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Maringá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.  

Os endereços, horários e outras informações estão disponíveis na página do Ingazeiro Maracatu.

 

PROGRAMAÇÃO

Oficinas de Maracatu de Baque Virado com Ingazeiro Maracatu

20 e 27/05 (sábado)

03 e 10/06 (sábado)

 

Horário: 15 às 19h

Local: Centro de Ação Cultural - CAC

Endereço: Avenida XV de Novembro (esquina com Avenida Getúlio Vargas), nº 514, Zona 01.

Não é necessária inscrição prévia para as oficinas.

 

15/06 (quinta-feira)

- 15h - Oficina de Dança dos Orixás com Pai Jean (Obanifé Oya)

- 17h às 19h - Lanche

- 19h30 - Roda de conversa sobre “Afro Religiosidade e a Cidade: Diferentes perspectivas para ocupação do espaço” com Mestre Chacon Viana (Mestre da Nação Porto Rico de Recife), Mestra Joana D’Arc, Mãe Glória (Tambor de Mina), Mãe Clô (Caboclo Sete Flecha) e Yalodê-badá (coletivo) e mediação de Marivânia Conceição Araújo.

- Local: gramado da Casa de Cultura Alcidio Regini e Centro Comunitário Pioneiro Orlando França.

 

16/06 (sexta-feira)

- 9h30 às 11h - Oficina do Baque Mulher com Mestra Joana Cavalcante

- 11h às 14h00 - Almoço

- 15h às 17h - Oficina Maracatu Encanto do Pina de Recife-PE com Mestra Joana e Ogan Deivison.

- 17h às 22h - apresentações dos grupos Baque Mulher (Maracatu), Anjos Da Guarda (Bumba Meu Boi), Pisada da Jurema (Coco, Jongo e Afoxé) e SambaKGente (Pagode).

- Local: gramado da Casa de Cultura Alcidio Regini e Centro Comunitário Pioneiro Orlando França - Jardim Alvorada.

 

17/06 (sábado)

- 9h30 às 11h - Oficina de instrumentos - agbê, timbal, caixa e tambor

- 11h às 13h30 - Almoço

- 15h às 17h - Oficina do Maracatu Porto Rico de Recife - PE com Mestre Chacon Viana

- Local: gramado da Casa de Cultura Alcidio Regini e Centro Comunitário Pioneiro Orlando França - Jardim Alvorada.

 

18/06 (domingo)

- 14h30 - Cortejo de Maracatu com os grupos Ingazeiro Maracatu (Maringá), Semente de Angola (Londrina), Alvorada Nova (Foz do Iguaçu), Aroeira (Curitiba) e Baque Mulher.

- Local: Praça da Catedral