Toledo

Servidor de Toledo recebe advertência e suspensão por um dia de trabalho

A Prefeitura de Toledo recebeu uma denúncia de que um servidor lotado na Secretaria de Infraestrutura Rural teria usado um maquinário público (patrola) para a realização de serviços em propriedade particular. O fato foi averiguado e apurada a ilegalidade, pois o serviço não está contemplado pela legislação em vigor.

“Recebemos essa denúncia via um órgão de comunicação de um servidor utilizando a patrola em uma área que, supostamente, seria propriedade privada. Tínhamos uma ordem de serviço para um trecho de Novo Sobradinho, contudo dentro da legalidade”, afirma o secretário de Infraestrutura Rural Vilson André da Silva.

O servidor que operou a máquina foi ouvido. “Ele disse que na ânsia de resolver o pedido de um contribuinte e como estava próximo executou uma pequena planagem de barranco e escarificação de outro trecho para implantação de uma horta”, relata o secretário.

Silva complementa que o servidor não recebeu nada em troca do serviço prestado em prol de si. O secretário ainda acrescenta que o proprietário também confirmou não ter oferecido nenhuma vantagem ao trabalhador.

 

PUNIÇÃO

Diante da situação, Silva tomou como medida administrativa uma advertência e suspensão do servidor por um dia de trabalho. A medida vale a partir desta terça-feira (18). Ele retorna ao trabalho na quarta-feira (19).

O secretário complementa que o dono da propriedade também foi punido. Ele teve que ressarcir os cofres públicos com o pagamento do serviço em um valor de R$ 220. “O valor foi orçado de hora/máquina por uma empresa do ramo situada no município”.

Outro fator destacado pelo secretário é que a administração, através do setor jurídico e de recursos humanos, poderá abrir processo administrativo.