Segurança

Mulher é suspeita de matar a filha asfixiada na zona sul

23/05/2012 às 16:50 - Atualizado em 23/08/2012 às 05:18

Uma mulher foi presa na última segunda-feira sob suspeita de envolvimento na morte da filha de seis anos na região do Grajaú, na zona sul de São Paulo. O crime ocorreu em outubro de 2011. Uma amiga da mulher também é apontada como suspeita.

Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), a menina de 6 anos foi encontrada morta pelo pai dentro de um quarto da casa em que morava. A criança estava nua, deitada sobre um colchão e coberta por um lençol. A mãe e a amiga dela, que também seria vizinha da família, estavam no local.

Ainda de acordo com a pasta, a criança teria passado dois dias trancada no cômodo com a criança rezando. As duas mulheres foram levadas a delegacia e prestaram depoimento na ocasião. No percurso, elas teriam falado constantemente em um idiomas desconhecidos, segundo os policiais.

Durante o depoimento, elas afirmaram que não se lembravam do que teria ocorrido. A secretaria, porém, não soube informar se elas foram liberadas ou se fugiram em seguida.

O laudo do IML (Instituto Médico Legal) apontou que a morte da menina foi causada por asfixia/sufocação pela própria mãe. A polícia ainda procura a amiga dela, que está foragida.

Publicidade
Publicidade
Publicidade