Ameaças e magia negra rondam a 20ª Regional de Saúde

Da Redação

Publicado em: 16/02/2013 - 12:00 | Atualizado em: 15/02/2013 - 14:51

Suzi Lira

O diretor, Odacir Fiorentin está sendo intimidado desde dezembro

 

O clima na 20ª Regional de Saúde de Toledo está pesado. Desde dezembro, o diretor, Odacir Fiorentin, está recebendo ameaças de morte por celular. Recentemente, um ritual semelhante aos de magia negra foi encontrado nas dependências do órgão. Os fatos viraram caso de polícia, e estão sendo investigados pela Polícia Civil de Toledo.

Fiorentin conta que recebeu diversas mensagens pelo celular com ameaças de morte, fazendo referência a ele como ‘estrelinha da saúde’. O número, como foi apurado, foi adquirido por alguém com o CPF de outra pessoa. “Há denúncia também na ouvidoria que se refere a mim como ‘estrelinha da saúde’”, complementa.

“Há três semanas apareceu na regional uma cruz com uma fita branca e outra vermelha com alguns nomes de políticos atrás – estes em hipótese alguma têm ligação com o fato – e uma imagem de São José, santo da família, com o menino Jesus com a cabeça quebrada”, revela o responsável.

Há claros indícios, segundo o diretor, de que esta ação seja direcionada para ele. As intimidações, segundo a vítima, foram relatadas à Secretaria da Saúde do Estado do Paraná e à Secretaria de Segurança Pública, que determinaram a investigação policial.

 

INQUÉRITO

Porém, a preocupação de Fiorentin é com o andamento do processo, pois o delegado responsável pelo caso inicialmente, Edgar Santana, foi transferido para Palotina e delegado chefe está de férias. “Mas espero que seja apurada esta situação, que a investigação seja fechada nas próximas semanas e encaminhada ao Ministério Público, pois isto preocupa a mim, minha família e todos os servidores da Regional”, reforça.

O diretor completa que em sua avaliação, estas ameaças podem ter ligação com a atuação no órgão. “É direcionada ao trabalho que está sendo feito, uma gestão séria. Foram implementadas mudanças, abertas diversas sindicâncias e auditorias de gestão nos hospitais e internas”, analisa.

Na delegacia, a escrivã que registrou o Boletim de Ocorrência afirma que o caso está sob a responsabilidade do delegado Donizete Botelho, porém, o mesmo está de férias e retorna somente na próxima segunda-feira (18).

 

Compartilhar esta notícia

Publicidade

Comentários

Você precisa estar logado para comentar, clique aqui para entrar.
Se você for um novo usuário, clique aqui para se cadastrar.