AB Notícias
AB Notícias 23/01/18

Exportação em alta

O número de empresas exportadoras do Paraná cresceu 20% nos últimos sete anos. De acordo com um levantamento do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), com base nos dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, em 2010 o Paraná contava com 1.935 empresas exportadoras. Em 2017, este número passou para 2.324 empresas.

 

Palotina e Marechal Rondon

Dois novos contornos rodoviários no Oeste do Paraná começarão a ser construídos este ano, em Marechal Cândido Rondon e Palotina. Ao todo, serão investidos mais de R$ 55 milhões nas obras para retirar o tráfego pesado das áreas urbanas dos municípios. Ambas já estavam licitadas e aguardavam autorização governamental para a execução dos serviços.

 

Conselho Tutelar

Serão aplicados R$ 23,18 milhões para estruturar conselhos tutelares do Paraná, com compra de veículos e equipamentos e na construção de 31 sedes. Valores entre R$ 10 mil e R$ 120 mil serão repassados aos municípios, pela modalidade fundo a fundo. O Estado conta com 423 conselhos tutelares nos seus 399 municípios.

 

Tunas do Paraná

O Parque Estadual de Campinhos, em Tunas do Paraná, está a 63 quilômetros de Curitiba. A Unidade de Conservação criada para proteger remanescente da Floresta Ombrófila Mista (Floresta com Araucária) e, principalmente, o patrimônio espeleológico do Paraná, em 1960, abriga em suas cavernas muitas maravilhas esculpidas pela natureza há milhares de anos.

 

Trânsito desafogado

Será construído um binário em Pontal do Paraná, no Litoral do Estado, para desafogar o trânsito na entrada do município. Na temporada, há filas de até 3 horas. O binário desafogará o trânsito no entrocamento da PR-407 (rodovia que liga a BR-277 ao município) com a PR-412. Com custo estimado é de R$ 7 milhões, o binário será feito em um trecho de 2,1 quilômetros, entre a interseção com a PR-407 e a Rua Romário Martins, no balneário Praia de Leste.

 

Atrações nacionais

A Expobel de Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, já tem data marcada. Será entre 9 e 18 de março no Parque de Exposições Jayme Canet Junior. Serão pelos menos doze atrações imperdíveis. Entre os destaques está a poderosa Anitta; a dupla do momento Maiara e Maraísa, além do reggae inconfundível do cantor catarinense Armandinho. Não fique fora dessa.

 

Ministério do Trabalho

O Paraná ficou em primeiro lugar no ranking que avalia o Programa de Intermediação de Mão de Obra. Os dados são do Ministério do Trabalho e refletem o desempenho dos estados em 2017. No Brasil, no ano passado, 508.189 pessoas conseguiram um emprego pelas Agências do Trabalhador. Destes, 107.978 foram nas agências do Paraná, o que representa mais de 21% do total. Em segundo lugar na lista vem São Paulo, com 74.178, representando 14% do valor nacional.

 

Sabores da nossa terra

Foi lançado recentemente o livro Delícias do Paraná - tradições e sabores da nossa terra, em um almoço no Museu Oscar Niemeyer. Foram servidas três releituras de pratos preparados pelo chef Flávio Frenkel, responsável pelo MON Café, que estão na publicação. O livro reúne 81 receitas enviadas por 51 municípios paranaenses com o objetivo de preservar e divulgar a gastronomia do Estado.

 

Mais infraestrutura

Estão liberados R$ 4,1 milhões para o município de Antonina, no Litoral do Estado. Os recursos serão investidos em infraestrutura urbana e nas áreas de saúde, agricultura e meio ambiente. Do total, R$ 2,6 milhões são a fundo perdido e R$ 1,5 milhão por meio de financiamento.

 

Poucas horas de sono

Quem trabalha no período noturno e precisa descansar durante o dia dorme menos e pior, prejudicando a qualidade de vida do funcionário. É o que aponta Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo. A pesquisa revela também que trabalhar a noite pode provocar alterações hormonais favorecendo o surgimento de doenças como o câncer, além de outros malefícios para a saúde.

 

Estrutura de saúde

A população de São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, ganhou mais um reforço na área de saúde. As instalações devem deve atender 1,5 milhão de moradores da região. O estabelecimento pertence à Sociedade Beneficente Santa Edwiges, entidade sem fins lucrativos já declarada de utilidade pública pelo município e pelo Estado.