Artigos
Exercícios para o corpo, preparação para a vida

O corpo humano necessita de movimento. Nossos músculos e ossos têm uma função muito importante que é o estímulo do metabolismo. Através do movimento é que garantimos a boa qualidade do funcionamento de todos os sistemas, como o coração e pulmões, equilíbrio hormonal e controle da absorção de açúcares e gorduras. Este movimento deve ser sistematizado e organizado sendo assim conhecido como exercício físico ou atividade física.

O sistema neurológico também é beneficiado. Uma pesquisa realizada por neurocientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, comprovaram que estudantes que se saem bem em atividades físicas também repetem o mesmo desempenho positivo nos estudos. Entre os jovens examinados, os que eram adeptos de práticas esportivas tiveram desempenho 20% superior aos alunos sedentários.

O sedentarismo, inclusive, é responsável pelo aparecimento das doenças crônico degenerativas. São doenças em geral silenciosas que se instalam lentamente e causam graves problemas de saúde, podendo levar uma pessoa sedentária à invalidez ou até a morte. Entre elas tem-se: obesidade, hipertensão, coronariopatias, diabetes, lesões ósteo-articulares, perdas de massa óssea e muscular devido ao o avanço da idade, entre outras.

Os números, já encontrados pela ciência que quantificam nosso corpo, são impressionantes. Temos 86 bilhões de neurônios que fazem o dobro disso de sinapses entre eles, e 639 músculos que conectam 206 ossos. Os músculos, por sua vez, possuem 250 milhões de células chamadas de fibras que são inervadas por 420 mil nervos motores.

As ações de movimento que somos capazes de fazer são mais fantásticas ainda, vejam os ginastas, os skatistas e surfistas, os escaladores e nadadores, os dançarinos e bailarinas. O movimento humano é perfeito, assim como tudo que fazemos com boa vontade e paixão.

Além da proteção de nosso sistema locomotor, os exercícios físicos permitem que os efeitos do envelhecimento não se instalem tão precocemente e também sejam reduzidos a índices mínimos. A musculação, por exemplo, tem função importante na proteção cardiorrespiratória e no condicionamento cardíaco de pessoas debilitadas. A vantagem está no controle de todas as variáveis envolvidas com os exercícios, entre elas: volume, intensidade, amplitude, intervalo, frequência cardíaca e combinações de exercícios.

Qualquer pessoa, seja um trabalhador braçal, um operador de máquinas, uma digitadora ou telefonista, um executivo, músico, estudante e principalmente aposentado podem e devem se ater a prática da musculação. A maioria das tarefas laborais são rotineiras e repetitivas e causam lesões musculo-esqueléticas a médio e longo prazo. Um corpo protegido pela musculação tem reduzidas as chances de apresentar lesões por esforços repetitivos.

Honorio Petersen Hungria Junior é Educador Físico e Coordenador das Atividades Extracurriculares do Colégio Marista Santa Maria, de Curitiba.