Coluna do Editor
Coluna do Editor 12/10/17

Homenagem

Quero fazer ainda mais alguns apontamentos sobre a questão da polêmica em torno do título de Cidadania Honorária ao governador Beto Richa (PSDB). Fosse eu o governador, sinceramente, emitira uma nota pública agradecendo a lembrança, citando todos os investimentos feitos na cidade ao longo dos quase oito anos de governo e, com todo respeito, declinaria da ‘honraria’.

 

Acordo de cavalheiros

Aliás, tem vereador que agora posa de bom moço, mas se esquece de ter havido um acordo de cavalheiros – e damas – para não haver polêmica em torno das homenagens, até porque as indicações são de livre escolha de quem as faz. Uma pena observar o comportamento demagogo de agora.

 

Lição

Ah, que este comportamento agora sirva de lição para quem defendia dentro da Câmara Municipal no passado uma “oposição inteligente”. O troco está sendo dado agora, com uma oposição bem menos complacente com as ações do Executivo.

 

Parcela

Ainda sobre o assunto, os professores são uma classe de extrema importância para a sociedade, entretanto, eles representam uma parcela apenas dos servidores públicos, em qualquer esfera.

 

Importância

Assim como eles, também merecem respeito e valorização a faxineira, o médico, o engenheiro, a assistente social, a psicóloga, o advogado, o jornalista, o contabilista, o policial, o bombeiro, enfim, todo e qualquer profissional, de qualquer área, que de uma forma ou outra contribui para o desenvolvimento das ações na esfera pública.

 

Só pra mim!

Infelizmente, uma parcela dos professores se agarra a questões muito mais ideológicas que práticas para justificarem alguns ataques.

 

Covardes

Uma das coisas mais tristes neste episódio todo é perceber a covardia de determinados vereadores que gostam de aparecer na foto ao lado do prefeito ou do próprio governador – isso sem mencionar em quem briga para ter alguns cargos dentro da Prefeitura de Toledo –, mas na hora de defendê-los preferem se apegar ao comodismo e ir na carona de uma minoria.

 

Facebook

E para finalizar: vereador que sucumbe à pressão de Facebook, com todo respeito, não merece ocupar o lugar que ocupa. É melhor pedir o boné e ir para casa.

 

Novo slogan

O vereador Walmor Lodi (PR) quer que a Prefeitura passe a utilizar como marca da cidade o slogan “Toledo, Capital do Agronegócio”, em comemoração à conquista, pelo sétimo ano consecutivo, do primeiro lugar no Valor Bruto da Produção do Estado do Paraná e em reconhecimento ao trabalho dos produtores do município.

 

Manchete

Lodi justifica a indicação lembrando que o título já foi utilizado em manchete do Jornal do Oeste, no dia 6 de setembro de 2011 - “Toledo consagra-se a Capital do Agronegócio Paranaense”. Segundo ele, “os expressivos resultados obtidos, ano após ano, pelos nossos produtores, a grande cadeia industrial, comercial e de prestação de serviços, voltada ao agronegócio, torna nosso município merecedor do título de ‘Capital do Agronegócio’”.

 

Tudo é possível

O eterno presidente da Associação Ouro e Prata de Toledo Niulton Pegoraro de vez em quando solta umas pérolas que, preciso concordar, são demais. Esta semana ele veio com a seguinte: “Aos sábados, no encontro dos amigos da bola – na Vila industrial – tudo é possível, até Jesus e Capeta jogarem no mesmo time”.

 

Calma

Calma, explico: Jesus é o engenheiro civil José Carlos de Jesus e Capeta é o apelido do agricultor. Ah, e a dupla funcionou bem que até rendeu um golaço no último jogo.