Coluna do Editor
Coluna do Editor 15/07/17

História sem fim

Bem que o nome do Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho poderia ser “História sem fim”, aquele filme onde uma criança voa no lombo de um cachorro do mundo da fantasia. A notícia publicada esta semana pelo Jornal do Oeste revelando existirem ainda 44 itens a serem arrumados beira o absurdo diante da irresponsabilidade com a qual o tema foi tratado pela gestão anterior.

 

Cerca

A situação é tão distante para receber um voo comercial que o exemplo mais gritante é a cerca em torno da área. Qualquer cachorro entra com facilidade no local. Aí imagina se o aeroporto será liberado para receber voos comerciais.

 

Investimento

Gostaria imensamente em saber o que pensa a diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) sobre o assunto, afinal, a entidade morreu com R$ 300 mil usados na ampliação da área para receber passageiros e na compra de vários equipamentos ainda juntando poeira.

 

Terrenos

Segundo Jozimar Polasso, diretor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Toledo, um total de 24 terrenos serão licitados em dois lotes no município, sendo 15 no primeiro lote (5 no Tecnoparque e 10 no Parque Industrial Casemiro Balceviske, no distrito de Novo Sarandi). Depois serão mais 9 terrenos no segundo lote: 2 no distrito de Vila Nova, no Parque Industrial Olinto Lorenzoni; 1 no Parque Moveleiro José Luiz Sales; 3 no Parque Industrial Florentino Gubiani; 1 no Parque lndustrial Heriberto Beltler de Cecco; e mais 2 no Parque Industrial Bela Vista.

 

Chamamento

A ideia, ainda de acordo com Jozimar, é realizar um chamamento público de todas as empresas que estão protocoladas e tem direto de participar do processo, desde que esteja em dia com as questões financeiras com município, Estado e União, leia-se, impostos em ordem.

 

Prazo

Esse processo deverá estar concluído dentro de mais uma semana aproximadamente.

 

Sentença

O desembargador Carlos Thompson Flores, presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª região, afirmou que o processo do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva será julgado antes das eleições do ano que vem. Lula foi condenado a nove anos e meio, pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. As informações são do Correio Braziliense.

 

Resposta

Em entrevista ao Correio, o desembargador destacou que a sociedade precisa de uma resposta sobre os casos da Lava-Jato. “O processo do ex-presidente Lula deve chegar aqui na primeira quinzena de agosto. Então eu acredito que já terá uma sentença até agosto do ano que vem”, afirmou.

 

“Celeridade”

O jurista destacou ainda que é importante que os processos referentes a Operação Lava-Jato sejam analisados sem demora na corte. “É importante ter uma celeridade nestes julgamentos que envolvem a Lava-Jato. Isso é importante tanto para a sociedade que quer uma resposta, quanto para os acusados que não cometeram os crimes e serão inocentados”, destaca Carlos Thompson Flores.

 

Exames

A partir desta segunda-feira (17) os exames de Raios-X passam a ser agendados diretamente nas Unidades Básicas de Saúde em Toledo. Assim, os pacientes não precisam se deslocar até ao Mini-hospital da Grande Pioneiro para o agendamento. As UBS’s vão utilizar o sistema de malote da mesma forma que os demais exames são agendados, e o paciente se deslocará até o Mini-hospital ou UPA apenas no dia da realização do exame, com data e hora previamente agendados. A informação é do secretário Thiago Stefanello

 

PPA

Na votação do Plano Plurianual de Toledo, aprovado por unanimidade na sessão ordinária da semana passada, o vereador Leoclides Bisognin (PMDB) apresentou uma sugestão de 5% do orçamento serem destinados aos vereadores para apresentação de emendas ao PPA 2018/2021. Ele reclamou que nenhuma emenda apresentada pelos vereadores foi acatada

 

Déficit

O líder do Governo na Câmara de Toledo, vereador Neudi Mosconi (PSDB), está preocupado com o déficit previdenciário da Prefeitura. O rombo hoje seria de aproximadamente R$ 484 milhões. “É o grande calcanhar de Aquiles”, disse Mosconi, alertando que com os aportes previstos o crescimento do município poderá ficar inviabilizado.

 

Escala

Em 2017 serão R$ 22 milhões de aporte; para 2018 estão previstos mais R$ 25 milhões; e para 2019 nada menos R$ 30 milhões. Para Mosconi os saques do passado e contratações recentes deterioraram ainda mais a situação.