Coluna do Editor
Coluna do Editor 15/12/17

Virada Cultural

Na quarta-feira (13), recebi uma informação sobre a possibilidade da Virada Cultural não acontecer em Toledo. Segundo o relato, o certame ficou em pouco mais de R$ 24 mil e foi realizado na semana passada. O primeiro colocado desistiu ao perceber que baixou demais os lances e não conseguiria executar totalmente o projeto. A empresa Milton Martins Produções, que terminou em segundo lugar, assumiu a ‘bronca’ e isso atrasou a elaboração do contrato para poder executar o serviço.

 

Tudo certo

O secretário da Cultura – e vice-prefeito – Tita Furlan (PV) enviou os documentos comprovando estar tudo certo. A data em ambos é de terça-feira (12). O evento, apenas para constar, está previsto para começar neste sábado (16).

 

Antecipação

É preciso levar em consideração este problema da desistência, porém, para 2018 seria de bom tom começar este processo com maior antecedência, até para evitar o atropelo e os comentários advindos desse atraso na elaboração dos contratos. Aí cabe uma pergunta: e se dá algum problema com o segundo colocado? A Virada seria cancelada?

 

Em cima do laço

Nunca é demais lembrar que na gestão passada houve problemas semelhantes, de licitações sendo concluídas em cima do laço. E sempre na área da Cultura.

 

Programação

A 7ª Virada Cultural em Toledo será das 17h de sábado (16) até às 17h de domingo (17). Vai ter muito som no Parque Ecológico Diva Paim Barth e no Parque Luiz Cláudio Hoffmann. As bandas regionais e locais já estão prontas. E não é só isso a programação ainda vai contar com música eletrônica, contação de histórias, feira de artesanato e animais, exposição de artes plásticas, festival do sorvete e muito mais. E tudo de graça!

 

Divulgação

Agora, preciso concordar com quem me passou a informação: a divulgação do evento este ano foi fraquinha demais...

 

Orçamento

O Congresso Nacional aprovou o Orçamento Geral da União para 2018. O valor total é de R$ 3,5 trilhões, incluindo o refinanciamento da dívida pública. Um dos pontos que mais chamou a atenção foi o valor do fundo eleitoral: R$ 1,7 bilhão. O dinheiro, caras pálidas, servirá para financiar a campanha eleitoral. Isso mesmo, com dinheiro público!

 

13º

A Câmara de Marechal Cândido Rondon aprovou, por 7 x 5, o pagamento do 13º salário e 1/3 de férias para o prefeito e o vice, uma afronta ao cidadão em tempos onde tanto se fala em redução de despesas no setor público. E tem mais gente brigando pelo dinheiro extra na região...

 

Frango

O ano de 2017 está chegando ao fim e os números mostram sinais de fechamento positivo para o setor avícola paranaense. De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), vinculada ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), foram somados US$ 2.3 bilhões em receita com a exportação de carne de frango no estado até o mês de novembro. O valor é 10% superior se comparado ao mesmo período do ano passado (US$ 2,1 bilhões).

 

Frango II

O volume também apresentou leve aumento. Ao todo, 1,46 milhão de toneladas da proteína foram embarcadas no Paraná até o momento, ante 1,43 milhão até novembro de 2016, o que representou um crescimento de 2,7%. Diante disso, o estado responde por 36,57% de toda a carne de frango exportada pelo país, aponta levantamento da Secex.