Coluna do Editor
Coluna do Editor 18/01/19

Ritmo intenso

Se continuar nesse ritmo não se sabe se todos os secretários da Prefeitura de Toledo aguentarão. Do jeito que a coisa anda terão de se mexer pra dar conta do recado. Depois da chegada de Thiago Stefanello à Assessoria de Governo é uma reunião atrás da outra, exigindo a definição de metodologia de trabalho, cronograma, datas, responsáveis pela execução, entre outros detalhes. Em duas semanas uma programação extensa foi feita e pronta a ser executada em fevereiro. A ordem é cumprir à risca o pedido do prefeito Lucio de Marchi: “destravar, agilizar e avançar”.

 

Mais mudanças

Na próxima segunda-feira (21) devem acontecer as últimas nomeações de secretários e diretores. Durante a semana, o prefeito tem se reunido diariamente com o assessor de governo para definir mais algumas alterações. O clima é de otimismo e trabalho.

 

Planejamento

O prefeito ainda não bateu o martelo sobre o novo Secretário de Planejamento. Um dos nomes cotados é o Norisvaldo Penteado de Souza, servidor de carreira e atual diretor de Patrimônio da Prefeitura. Outra expectativa é em relação à pasta da Cultura.

 

Não vai?

O nome de Geni Fabris, que já ocupou o cargo, era muito cotado, mas parece que ela declinou o convite para se manter como assessora da vereadora Janice Salvador (PSDB) na Câmara Municipal.

 

Novo vice

O vereador Genivaldo Paes (PDT) foi eleito o novo 2º vice-presidente da Câmara de Toledo.

 

Biopark

Nesta sexta-feira (18), a partir das 8h15, será realizada a assinatura de convênio para linha de crédito entre o Biopark e a Garantioeste. O objetivo é a atualização da evolução do espaço que fica localizado às margens da PR-182, saída para Maripá e Palotina.

 

Viola

Também hoje, mas no Yara Country Clube, tem Noite da Viola a partir das 21h no restaurante do clube.

 

Segurança

A presidente do PT e senadora Gleisi Hoffmann sucumbiu e atendeu a um conselho de dirigentes da legenda: passou a andar com segurança, dentro e fora do Congresso Nacional. As informações são de Evandro Éboli na coluna Radar na Veja.

 

Hostilidades

Agora deputada eleita, Gleisi já foi alvo de hostilidades nas ruas. A partir de fevereiro, ela estará lado a lado nos corredores e plenário da Câmara com alguns opositores que tinham o hábito de filmar e fazer provocações. Alguns deles se elegeram parlamentares. Outra petista, a também deputada Maria do Rosário, tomou a mesma precaução e desde as eleições de 2018 circula com um segurança ao lado.

 

Especulação

O amigo – e advogado – Sérgio Canan nos concedeu uma entrevista sobre o Decreto de posse de armas assinado esta semana pelo presidente da República Jair Bolsonaro. Entre uma conversa e outra o questionei sobre a possibilidade de outro amigo – e igualmente advogado – João Poletto ser candidato a prefeito em 2020. Tudo especulação, de acordo com Canan.

 

Conversa

Os dois, aliás, conversaram esta semana sobre o assunto com o prefeito Lucio de Marchi, que abriria mão em tentar a reeleição em favor de Poletto por seu perfil conciliador.

 

Projeto

Ainda de acordo com Sérgio Canan, uma possibilidade de Poletto ser candidato seria a implantação de um projeto modelo na área de educação básica, com escolas públicas em tempo integral, tanto na rede municipal quanto estadual.

 

Força

Nos bastidores essa possibilidade tem – mais uma vez – ganhado força. Lembrando que Poletto foi candidato a prefeito em 2012 e, embora tenha perdido a eleição para Beto Lunitti (MDB), ainda assim saiu com moral elevada da disputa.