Coluna do Editor
Coluna do Editor 21/02/18

Pode isso Arnaldo?

Um leitor enviou a seguinte mensagem e a foto: “Veja a situação nesta vaga para idosos...eu me incluo !!! Almirante Barroso com 7 setembro...difícil estacionar...Bom trabalho”. A pergunta é simples: pode isso Arnaldo? (Foto: Leitor J.O.)

 

Jantar

O secretário de Infraestrutura Rural da Prefeitura de Toledo, Chumbinho Silva, comentou sobre a falta de educação das pessoas durante um jantar realizado sábado passado no CTG Chama Crioula. Como tem sido costumeiro em vários jantares, a organização separou as mesas por palavras, porém, de acordo com Chumbinho, “alguns, deram o jeitinho brasileiro pra levar vantagem e foram para o buffet sem serem chamados. Outros repetiram o prato sem que todos tivessem se servido sem a menor cerimônia. Cadê a educação meu povo? Ou pensam que isso é diferente do que fazem os ladrões e corruptos políticos do país? Depois vem criticar o sistema...piada...o conserto do país começa com ações simples como estas. Vamos melhorar. Não é difícil. Fica aqui minha indignação”. E a minha também secretário!

 

Ladrão!

Aí, na mesma linha, o empresário Alcesio Antonio Ladeia fez um comentário interessante na matéria sobre a cuidadora de idosos presa após furtar joias da residência onde trabalhava: “Político ladrão? Não é o cidadão furtando o patrão!”.

 

Marcianos?

Quando os casos de corrupção são noticiados pela ‘imprensa marrom’ ou pela ‘imprensa golpista’ – depende de qual lado se esteja – tem gente que ainda se assusta. Quem comete estes crimes são marcianos por acaso?

 

Professores

Belíssima a fala da vereadora Marli Gonçalves Costa (PC do B) em relação à valorização dos professores. Disse ela ser preciso parar de nomear cargos de confiança enquanto houver falta de professores em sala de aula. Até aí tranquilo, ela não deixa lá de ter suas razões, porém, na gestão passada não havia a mesma preocupação. Nem com cargos comissionados, muito menos com o pagamento de função gratificada, outro objeto de reclamação. Talvez porque ela era apenas – excelente por sinal – secretária de Esporte e Lazer e não vereadora.

 

Ontem...

Em junho de 2013, por exemplo, havia cinco pessoas recebendo na Secretaria de Esporte FG8, além de outra recebendo FG4. Eram ainda 4 cargos de coordenador (CC3) dentro da estrutura.

 

...e hoje

Hoje são os mesmos 4 cargos CC3, mas ninguém – ao menos até onde se saiba – recebendo FG. Hoje existe um diretor, um responsável pela área de rendimento e uma pela parte administrativa e financeira.

 

‘Extrinha’

Aliás, esta gestão enfrentou muitas dificuldades desde o início justamente por não pagar FG para os servidores, prática que era bastante comum na gestão passada. Não se trata de uma crítica, afinal, esta é uma posição de governo e é preciso se respeitar, embora esse pagamento exagerado de FG tenha contribuído para levar a essa condição de hoje muita gente só querer trabalhar se receber um ‘extrinha’.

 

Exceções

Há hoje, pelo que sei, apenas quatro pessoas que recebem FG dentro da Prefeitura de Toledo. E todas por questões legais pelas funções a mais que executam.

 

Exemplo

Em tempo quero registrar o comentário do amigo – e leitor assíduo – Adriano Thomé, que no último fim de semana, durante o temporal que inundou algumas ruas em torno do Parque Ecológico Diva Paim Barth, testemunhou uma cena belíssima. Um exemplo de cidadania.

 

Paver por paver

Um senhor que passava pelo local percebeu que o paver de uma calçada soltou e entupiu as ‘bocas de lobo’. Ele, em meio à chuva, foi lá retirando paver por paver até a água ter para onde escoar. Foi ajudado por um jovem que também passava por ali na hora.