Coluna do Editor
Coluna do Editor 22/08/17

Bate papo

Pode isso Arnaldo? A foto é um flagrante na esquina da Raimundo Leonardi com a São João, no Centro de Toledo. E depois tem gente que ainda reclama do trânsito na cidade (Foto: Leitor J.O.).

 

Multa

Na semana passada recebi reclamações sobre agentes da Guarda Municipal multando quem estava estacionado na rua Nossa Senhora do Rocio, próximo ao Correios. A denúncia era que não tinha placa. E realmente não tem, mas tem EstaR. A placa, ao que parece, foi furtada.

 

Furtada

Por falar em placa furtada, a vereadora Marli Gonçalves Costa (PC do B) comentou sobre algumas da gestão passada que estariam sumindo, conforme noticiado aqui. Um exemplo dado pela vereadora foi da placa em frente ao Centro da Juventude do Europa, que realmente foi furtada, mas ainda no ano passado. Segundo relato de servidoras que trabalham no local, mais precisamente ainda no mês de setembro.

 

Cadê o BO?

Bom, diante de um furto o que se esperava da antiga direção do Centro da Juventude era o registro de um boletim de ocorrência, o popular BO. Mas nem isso foi feito. A vereadora tem toda razão em reclamar, mas poderia ter feito isso ainda no ano passado aos antigos colegas de administração.

 

Reposição

O atual diretor da Juventude, Jairo Cerbarro relatou ter realmente dado falta desta placa que não estava chumbada igual a mesma da inauguração. “Com certeza iremos repor a placa em homenagem à jovem atleta de handebol de Toledo, Michele Isael de Mattos, falecida em um acidente”.

 

Demagogia

Ah, ainda sobre o EstaR, o vereador Ademar Dorfschmidt (PMDB) deverá apresentar um projeto de lei ampliando para 20 minutos o tempo de tolerância para quem estaciona no Centro de Toledo. Uma sugestão: por que não apresenta um para acabar de vez então? Tipo do projeto que cheira a demagogia pura.

 

Correções

Particularmente não uso muito o EstaR, até porque quando vou ao Centro procuro locais onde não exista a cobrança ou então uso os raros estacionamentos particulares por uma questão de agilidade. São necessárias correções no sistema, sim, entretanto, hoje está mais fácil encontrar vagas para estacionar no Centro do que antes das mudanças realizadas.

 

Tolerância

Aliás, tolerância de tempo é algo típico do atraso brasileiro. Algo tão enraizado que acredito ser quase impossível mudar isso. No caso do EstaR, na maioria das cidades não existe tolerância. Nem antes, nem depois. Estacionou é cartão na hora.

 

Pontos de venda

O que precisa ser feito – e com urgência – no caso de Toledo é aumentar o número de pontos de venda. Neste sentido defendo a instalação de parquímetros, o que facilitaria muito a vida do motorista que hoje precisa sair à caça de um agente para comprar o cartão.

 

Maringá, Maringá...

O Aeroporto Regional Sílvio Name Júnior, em Maringá, vai receber cerca de R$ 120 milhões para obras de ampliação da pista e outras melhorias. O termo de compromisso foi assinado pela vice-governadora Cida Borghetti, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella; e o prefeito de Maringá, Ulisses Maia.

 

Estrutura

Os recursos serão utilizados para ampliações na pista de pouso, em 280 metros, no pátio de aeronaves e na Seção Contra Incêndio (SCI). Também está prevista a construção de uma nova taxiway (faixa de pista) paralela e a instalação de equipamentos de navegação aérea. As obras vão permitir o aumento da capacidade do terminal, que poderá receber aviões com mais de 200 passageiros.

 

Programa

Segundo o ministro Maurício Quintella, o aeroporto de Maringá está dentro do programa de aviação regional e é um dos primeiros a assinar o termo de compromisso. Com a assinatura, será iniciado o processo de licitação. O valor estimado da licitação está em R$ 119 milhões, sendo R$ 112 milhões do Ministério dos Transportes e R$ 7,27 milhões do município. O prazo estimado para conclusão das obras é de 18 meses a partir do início.

 

Enquanto isso...

Pois é, enquanto isso em Toledo e Cascavel a ciumeira política representou um atraso de pelo menos uma década no desenvolvimento da região.