Editorial
Investimentos silenciosos...mas necessários!

A sexta-feira (15) foi um dia histórico para Toledo porque a Sanepar colocou em operação a Estação Modular Rio Toledo e, com isso, desativou quatro antigas estações de tratamento de esgoto localizadas dentro da área urbana no município: ETE Dom Pedro II, Bressan, Parizzotto e Paulista. As alterações foram necessárias, pois as estações estavam muito próximas de moradias da população e emitiam mau cheiro. Além disso, a nova unidade - mais moderna – reforça a importância de investimentos silenciosos, os quais muitas vezes trazem transtornos á população pela grandiosidade das obras e depois quase são esquecidos, entretanto, trazem uma qualidade de vida fundamental para o desenvolvimento da cidade.

Em Toledo, onde o índice de saneamento básico é muito acima dos padrões nacionais, é muito difícil encontrar fossas sépticas, reforçando o trabalho de saúde pública, haja vista não haverem vetores de transmissão de doenças típicas de lugarejos onde não acontecem investimentos como os ocorridos em Toledo com maior ênfase nos últimos anos através da Sanepar. Mas isso não é fruto de mera obra do acaso.

Houve intenso trabalho, e aqui é necessário fazer uma ressalva positiva ao trabalho do então vereador Luís Fritzen, incansável na negociação para renovação da exploração do serviço de tratamento de água e esgoto entre o município de Toledo e a estatal. Muitos dos investimentos de agora são fruto das negociações feitas lá atrás, quando Toledo ainda sofria com as estações citadas no início deste texto com o mau cheiro prevalecendo em áreas residenciais, mesmo estas sendo atendidas pelo tratamento do esgoto.

E assim acontece também com o asfalto que atinge 100% da área urbana do município e supera os 300 quilômetros na área rural. Como bem lembrou o atual secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano do Governo do Estado, Sílvio Barros, durante curta passagem por Toledo na semana passada, o asfalto muda a vida das pessoas. Em Toledo mudou a vida também de quem vive e trabalha no interior graças aos acessos mais fáceis, rápidos e seguros. Investimentos silenciosos e que nem sempre se refletem em votos, mas investimentos necessários para quem sonha com uma estrutura urbana mais decente e com qualidade.