Mauro Picini
Mauro Picini Moda & Estilo 05/02/19

Morgana volta a integrar a seleção brasileira de conjunto

Morgana Gmach

A ginasta Morgana Gmach, da equipe de Ginástica Rítmica de Toledo, voltou a treinar em Aracaju com a seleção brasileira de conjunto de Ginástica Rítmica. A atleta tinha voltado a treinar na equipe em Toledo, depois de ter participado em 2016 da seleção brasileira que representou o Brasil nas Olímpiadas do Rio de Janeiro. Em dezembro deste ano, a ginasta participou de uma nova seletiva, logo depois do Campeonato Brasileiro, e desde a primeira quinzena de janeiro está treinando em Aracaju, com as demais atletas que fazem parte do conjunto brasileiro, sob a coordenação da técnica Camila Ferezin.

“Achei que ficaria bem no clube nestes dois últimos anos, participando de campeonatos brasileiros, mas não. Não era isso que buscava. Os campeonatos brasileiros eram pouco para mim. Meu sonho e a minha vontade eram maiores”, comentou Morgana, que desde o dia 9 de janeiro está treinando com a equipe em Aracaju. Segundo ela, mesmo sendo no começo do ano, os treinos estão sendo intensos, tendo em vista o calendário de disputas neste ano. Sua meta agora, diz ela, é tornar-se bicampeã pan-americana, conquistar resultados melhores nas copas do mundo e participar da próxima Olímpiada, em 2020, no Japão.

A atleta, que concluiu o curso de Educação Física, pretende atuar no futuro como técnica. A experiência como ginasta na seleção brasileira, acredita ela, também contribuirá para este aprendizado, somando-se a toda a sua história na ginástica rítmica. “Aqui evoluo cada vez mais, com aprendizados, experiências e competições. Tudo o que aprender vou usar no futuro na minha formação de técnica”, ressalta.

Morgana, filha do meio das três irmãs Gmach, também atletas – Monize, a mais velha, e Mayra, a caçula - começou a praticar GR aos três anos de idade, em Toledo. Ela participou de diversas competições representando o clube, através do qual conquistou vários títulos. Foi convocada para a seleção brasileira em 2015, quando substituiu na última hora a ginasta Débora Falda, nos Jogos Pan-Americanos, conquistando duas medalhas de ouro e uma de prata no conjunto. A ginasta permaneceu na seleção, participando de várias disputas internacionais e assegurou a vaga para integrar a equipe que participou dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A coordenadora técnica da GR de Toledo, Anita Klemann, destacou a importância da convocação da ginasta para a seleção brasileira, o que mostra o potencial GR de Toledo, sempre revelando novos e importantes talentos. Ela acredita que como na edição anterior, o município terá representantes nas Olimpíadas de 2020, o maior evento do esporte.

O projeto de Ginástica Rítmica de Toledo, com 28 anos de atuação no município, conta com as parceiras do Sesi e prefeitura de Toledo e  com o co–patrocínio de O Boticário e Itaipu Binacional, através de recursos obtidos pela da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte/Governo Federal.

 

Volta às aulas: Cinco dicas para adaptação das crianças na Educação Infantil

Nos primeiros anos da vida escolar é importante a integração e participação da família em todo o processo

O período de férias está chegando ao fim e uma das maiores dificuldades é a adaptação da rotina no início das aulas. O cuidado ainda é maior na educação infantil, que compreende o período de 0 a 5 anos de idade. O Centro Educacional Marista Curitiba, que atende gratuitamente 316 crianças no bairro do Fazendinha, em Curitiba (PR), realiza uma série de atividades no período de inserção para que a criança possa estabelecer um vínculo com os educadores.

Neste período a integração da família é essencial. “A inserção é o primeiro contato da criança ou bebê em espaço coletivo ou escolar. Um espaço que não é familiar, com horários diferentes dos habituais. Quando a criança é muito pequena, será um primeiro momento de separação dela e a mãe, por isso deve ser cuidadosamente planejado - pela escola e também pela família”, avalia Marcia Nanaka, especialista em educação infantil da Rede Marista de Solidariedade.

As primeiras semanas são conhecidas como a fase de descobertas, tanto para as crianças que estão indo para a escola pela primeira vez quanto para os reingressos. “Os pais e responsáveis, além de permanecerem na sala de aula no período adequado à cada idade, podem participar das oficinas criadas. Essa é uma forma de estender a relação com as famílias”, reforça Ricardo Sartorato, diretor do Centro.

A inserção é feita de acordo com cada idade e período. No infantil 1 pode durar até três semanas: na primeira os pais ficam em sala de aula; na segunda, em atividades na unidade e na terceira são convidados a decorar e preparar o ambiente da sala do Mama Nenê (programa de incentivo à amamentação da prefeitura de Curitiba). Este ano os temas das oficinas são: Nutrição na primeira infância, Oficina de Tiara e Automedicação e Primeiros Socorros. Essas atividades são abertas a todos os pais que possam participar.

Confira 5 dicas da especialista em educação infantil Marcia Nanaka, que podem auxiliar na volta às aulas:

Pais e professores

1-Estabelecer parcerias

Estabelecer uma parceria e promover um momento de conversa sobre a prática pedagógica. Isso inclui a rotina, os horários e o tempo de cada atividade, como por exemplo da alimentação, do banho, das trocas de roupa e fraldas e o horário do sono.

 

Pais

2-Não mentir para a criança

Explicar, responder as perguntas que surgirem e incentivar a criança a frequentar a escola.

 

3-Presença dos pais

É imprescindível a presença da família neste primeiro momento. Apresentar a criança para a professora e adultos da escola, contar com a presença de alguém em que ela confie é fundamental, pois trata-se de um espaço ainda estranho para ela.

 

4-Segurança

No primeiro dia, deixar a criança levar um objeto de sua preferência. Que esse objeto represente uma conexão entre ela e a sua casa.

 

5-Choro

Não banalizar o choro. O choro é a maneira pela qual a criança consegue se expressar em determinados momentos: “Que lugar é esse? Quem são essas pessoas? Não me deixe aqui!”. Acolher esse choro é fundamental para adaptação da criança.

 

CEM Curitiba

O Centro Educacional Marista Curitiba faz parte da Rede Marista de Solidariedade (RMS) que, através de ações nas áreas da educação e da assistência social, beneficia mais de 7 mil crianças, adolescentes e jovens em unidades de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.  O Centro em Curitiba oferta educação infantil para crianças, cujas famílias tenham renda per capita de até um salário mínimo. Mais informações:www.solmarista.org.br.

 

Acit entrega Ford Ranger sorteada na campanha de Natal

A Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) entregou oficialmente na quinta-feira (31), a Ford Ranger, sorteada na campanha Natal Encantado de Toledo, no início do mês.

A ganhadora é Tania Regina Possamai de Oliveira, moradora do centro da cidade. Ela ganhou a Ford Ranger, com cupom depositado nas Lojas LM, após uma compra no mês de dezembro para aquisição de roupas infantis, doadas a uma criança no Natal. Vânia Breda  é a vendedora que ganhou o vale-compra de R$ 2 mil.

Segundo Tania, somente agora parece que ‘caiu a ficha’, que realmente é a ganhadora. Ela considera o prêmio uma bênção de Deus em sua vida, que há um propósito maior em ter sido contemplada. “Este presente veio por meio de um ato de bondade que pratiquei. Temos sido fiéis no pouco e Deus nos tem dado muito. Quando fazemos o bem, ele volta em dobro. Foi uma bênção para que possamos utilizar em algo com o propósito de abençoar outras pessoas. E assim pretendo fazer”, revela.

De acordo com a diretora de Comércio da Acit, Francielle Rezzadori de Souza, a campanha teve excelente resultado, com mais de um milhão de cupons distribuídos. Isso representa uma grande movimentação nas empresas participantes da promoção, e os clientes do comércio se motivaram a pedir os cupons pela chance que teriam de ganhar um prêmio considerado um sonho de consumo da maioria das pessoas.

 “Os clientes se empolgaram com a premiação, percebemos isso em todo o período da promoção. Tivemos uma feliz ganhadora, que estava fazendo o bem com a sua compra, isso é muito gratificante para nós. Tiramos várias lições de Natal e encantamento, com as ações promovidas e o comércio também teve bons resultados das vendas”, destaca Francielle.

A vendedora Vânia Breda ganhou o vale-compra de R$ 2 mil e enfatiza sentir orgulho por ter sido a sortuda entre milhares de colaboradores das lojas que entregaram os cupons. “É um orgulho para mim, para a empresa que trabalho. É gratificante e um estímulo para os colaboradores das empresas. Pretendo usar o prêmio para comprar um presente para mim, para ficar marcado na minha vida.”

A campanha Natal Encantado de Toledo foi uma realização da Acit, em parceria com a Ford Slaviero Veículos, Sicoob Meridional e Shopping Panambi.

Tânia e Vânia
Tânia Regina
Vânia, Francielle e a equipe da LM