Mauro Picini
Mauro Picini Moda & Estilo 12/02/19

Como funciona Ensino Médio a distância para Jovens e Adultos

Conhecida como EJA a distância ou EAD, modalidade de estudos on-line permite concluir a etapa básica da educação no conforto de casa

A educação básica é um direito de todos, afirma a Constituição Federal de 1988. Porém, até 2017, 53,4% dos brasileiros com mais de 25 anos não tinham concluído o Ensino Médio (Pnad Contínua, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE). Na tentativa de mudar essa estatística, a Educação de Jovens e Adultos (EJA) está disponível também na modalidade a distância.

“A grande vantagem da EAD é a adequação à rotina de trabalho e compromissos de cada aluno. Por outro lado, é preciso mais disciplina e autonomia para cumprir os deveres do curso”, defende Maria Tereza Xavier, coordenadora da EJA do Centro Integrado de Educação Básica para Jovens e Adultos Uninter.

A professora explica que a EJA é equivalente ao antigo supletivo em seu formato. Contudo, além de suplementar o nível de instrução, tem por objetivo oferecer uma educação mais adequada às necessidades dos jovens e adultos.

Em 2017, quase 1,5 milhão de jovens e adultos estavam matriculados na EJA Ensino Médio (Sinopse Estatística da Educação Básica, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep). Não há dados de quantos alunos estão fazendo seu curso à distância, mas a modalidade está se popularizando cada dia mais.

 

Como funciona a EJA a distância

O curso conta com conteúdo idêntico ao Ensino Médio regular e à sua contraparte presencial. Porém, na modalidade a distância, o Ministério da Educação estabelece alguns critérios diferenciados para a existência dos cursos. As principais exigências são:

• Montar um Ambiente Virtual de Aprendizado (AVA), onde são disponibilizadas as aulas on-line

• Providenciar material didático aos estudantes

• Ter duração mínima de 1.200 horas

• Dispor de biblioteca e laboratórios de informática nos polos de apoio presencial para uso dos estudantes.

Amparados por essa estrutura, os estudantes avançam no conteúdo de acordo com seu próprio ritmo de aprendizado. Algumas instituições também estabelecem aulas presenciais – na Uninter, elas acontecem uma vez por semana.

Além dos encontros presenciais, os estudantes dispõem do AVA para contatar os professores e tirar dúvidas on-line.

As avaliações são feitas de forma contínua, ao longo de todo o processo. Depois de aprovado em todas as disciplinas, o estudante conclui o curso e obtém o Certificado de Conclusão do Ensino Médio, sem a necessidade de fazer qualquer outro exame.

No caso de instituições que contam com encontros presenciais, o aluno também precisa apresentar 75% de frequência nas aulas para ser aprovado.

 

Quem pode fazer EJA

Existem dois critérios importantes para se matricular no EJA a distância, que são estabelecidos pelo Ministério da Educação. São eles:

• Ter 18 anos completos no momento da matrícula

• Ter Ensino Fundamental completo.

Adolescentes com idade inferior a 18 anos devem frequentar escolas regulares e não podem fazer EJA. O mesmo vale para menores emancipados.

Quem iniciou o Ensino Médio anteriormente ou concluiu disciplinas pelo Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) e deseja ingressar na EJA, pode eliminar algumas disciplinas. Para isso, basta apresentar o histórico escolar ou o certificado parcial de proficiência no ato da matrícula.

 

Direitos de quem faz EJA

Jovens e adultos que fazem EJA, seja presencial ou a distância, são considerados estudantes como todos os outros e têm os mesmos direitos de quem cursa Ensino Médio em idade regular. Por exemplo:

 

Carteira de estudante

Meia-entrada estudantil para cinemas, museus e apresentações culturais

Passe-livre ou desconto na passagem nas cidades que oferecem tais benefícios

Participação em programas de jovem-aprendiz

 

Fazer estágio supervisionado

Depois de concluir e ser aprovado no curso, também podem usufruir dos direitos de todo cidadão com Ensino Médio completo, como:

• Ingressar no Ensino Superior – por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), do vestibular ou outras formas

• Prestar concursos públicos destinados a quem completou o Ensino Básico

• Concorrer a vagas de emprego que exigem Ensino Médio.

Alguns acreditam que a idade em que o cidadão cursa ou conclui os estudos interfere em seus direitos, mas não é verdade. A lei considera todos os que concluíram a etapa básica da educação da mesma forma, independentemente da idade ou instituição de ensino em que se graduaram.

 

Onde fazer EJA?

Casos de pessoas que concluíram o EJA – de forma presencial ou EAD –, mas não obtiveram sua certificação ao final não são raros. Existem muitas ofertas de instituições que não estão habilitadas a oferecer o programa.

Para não cair nessa cilada, a professora dá uma dica fácil de colocar em prática. Basta contatar a Secretaria de Educação do Estado em questão, ou instituição que a represente localmente, e perguntar se o estabelecimento de ensino está autorizado a oferecer EJA.

Caso positivo, o estudante pode se matricular com tranquilidade. Todas as instituições de ensino habilitadas pelas secretarias de educação emitem Certificado de Conclusão do Ensino Médio ao final do curso.

 

Serviço – EJA Ensino Médio Uninter

A Uninter está com inscrições abertas para EJA Ensino Médio a distância até o dia 15 de fevereiro de 2019 em 38 polos de apoio presencial espalhados pelos seguintes Estados: Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia e São Paulo.

Para mais informações, acesse: uninter.com/eja

 

Curitiba sedia Meeting de Empreendedorismo

Camila Farani

No dia 30 de outubro, Curitiba recebe o I Meeting de Empreendedorismo que promete deixar os paranaenses por dentro do que há de mais atual no cenário de economia, política, era digital e como empreender nos dias de hoje. Novas tendências do mercado serão colocadas em pauta durante um dia de palestras e debates com uma turma de renome internacional.

O evento, que acontece na Expo Unimed, tem como idealizadores a empresa de investimentos 4trader e a LFC Eventos que já anunciaram dois nomes com expertise no assunto.

O Ph.D. em Business e comentarista do programa Conta Corrente, da Globo News, Samy Dana já confirmou sua presença. Autor dos livros “Seu Bolso”, “Em busca do Tesouro Direto” e “Finanças Femininas”, traz para o encontro uma visão mais abrangente e didática sobre temas relacionados a cenário econômico, finanças pessoais e psicologia econômica.

Um dos “tubarões” do programa Shark Tank Brasil, e única mulher bicampeã premiada como Melhor Investidora-Anjo no Startup Awards 2016 e 2018, Camila Farani promete levar todo seu conhecimento de investidora para o I Meeting de Empreendedorismo. Sócia-fundadora da G2 Capital, uma butique de investimentos em empresas de tecnologia, diz que “ser empreendedor é muito mais que ter boas ideias e executar projetos. É um estilo de vida.”

Nesta mesma, data, paralelamente ao evento, acontece também a I Expo Empreender, ou seja, uma feira com as marcas de empresas do mercado que despontam no assunto.

Os ingressos, pré-venda, já começaram a ser vendidos pelo site www.lfceventos.com.br pelo valor de R$450,00 ou R$350,00 para corporativos.

Samy Dana

 

Serviço:

I Meeting de Empreendedorismo

Data: 30 de outubro de 2019

Horário: Das 08h às 20h

Local: Expo Unimed | R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 - Campo Comprido

Ingressos: www.lfceventos.com.br

Valores: R$ 450,00

             R$ 350,00 (corporativo, quatro ou mais ingressos)

 

Núcleo das Lojas de Materiais de Construção conclui treinamento sobre comunicação

Núcleo de Materiais de Construção

Em três noites, o Núcleo das Lojas de Materiais de Construção, da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) concluiu o treinamento ‘Desenvolvimento da Comunicação para Atendimento’, conduzido por Jean Matos.

A qualificação faz parte do projeto contemplado no Edital Empreender Competitivo 2017-2019, da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), em parceria com a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

No encontro, empresários e colaboradores das empresas nucleadas puderam saber mais sobre postura, comunicação verbal e não verbal, marketing pessoal, ferramentas de persuasão e relacionamento com o cliente, a fim de potencializar as vendas.

O facilitador do curso explica como as técnicas podem ser aplicadas durante o dia a dia nas empresas de materiais de construção. “Com isso, melhorar a apresentação pessoal e principalmente a forma de abordagem ao cliente, chegando ao objetivo final, que é estreitar o relacionamento entre vendedor e consumidor e, consequentemente realizar o fechamento e aumento das vendas”, conta Jean Matos.

Para o coordenador do Núcleo, Lucas Cardoso, o treinamento superou as expectativas. “Muito produtivo. Conteúdo importante e altamente adequado para a inserção em nosso mercado de trabalho. Tivemos o privilégio de ver pessoas quebrarem suas crenças limitadoras e vencerem o medo de se expor, falar em público. Com certeza os resultados esperados foram alcançados”, conclui.

 

A influencer e empresária Bruna Wan é a capa de fevereiro da 100fronteiras

Reconhecida nas redes sociais, a proprietária do Shopping Lion aceita o desafio de ser fotografada em meio à realidade de CDE

A edição que celebra os 62 anos de Ciudad del Este, Paraguai, apresenta na capa a jovem empresária Bruna Wan – proprietária do Shopping Lion –, que é a cara da marca e também a força do empreendedorismo jovem na fronteira, realizando constantes viagens em busca de referências e produtos de qualidade e qualificando o mercado paraguaio por meio das redes sociais.

Com traços orientais, a descendente de chineses é iguaçuense, mas foi na cidade do país vizinho que iniciou a carreira de empresária ao lado do pai, Wan Chi Ming, hoje falecido. “Quando comecei a trabalhar com meu pai, não gostava das exigências e cobranças da parte dele, eu queria poder conquistar meu espaço e mostrar que era capaz. Hoje eu entendo por que aconteceram essas coisas, por que ele sabia que chegaria uma hora que eu teria que assumir. E sei que, onde ele estiver, está sentindo orgulho de mim”, comenta.

Aos 27 anos, Bruna atua nas mídias sociais com a finalidade de promover a marca e também Ciudad del Este, por isso topou o desafio de ser fotografada nas ruas movimentadas da cidade, que são caracterizadas por vendedores ambulantes. “Eu sou uma pessoa que gosta muito de desafios, então não coloca um desafio na minha frente que eu vou lá e resolvo”, comenta.

Já o desafio de produzir essa capa ficou por conta do expert em fotografia Armando Abdias, que ousou na produção da foto mesclando o luxo e a vida urbana; uma mistura de cores, brilho e traços que traduz a verdadeira beleza de CDE. “A ideia desta capa foi mostrar a cidade onde Bruna atua e também passar algo despojado e jovem. Acredito que conseguimos um resultado satisfatório, mostrando quem ela realmente é, em um local como o centro de compras de CDE, que encanta por ser único”, relata o fotógrafo.

 

Certificado digital na nuvem está disponível na Acit

A ACIT tem uma novidade no serviço de Certificação Digital. Trata-se do primeiro  Certificado Digital na nuvem, disponibilizado pela entidade, que é um ponto de atendimento da autoridade certificadora Certisign. Ele tem validade de 1 a 5 anos e pode ser acessado de qualquer dispositivo, de qualquer lugar do mundo, com total segurança e praticidade. O certificado digital é a assinatura eletrônica, que garante a autenticidade e a integridade nas transações eletrônicas de pessoas físicas e jurídicas.

A principal característica do certificado digital na nuvem é a mobilidade. Para acessar e assinar documentos com validade jurídica, basta estar conectado à internet, a partir do tablet ou computador. Isto é, ele pode ser utilizado em diversos computadores, com a grande vantagem de dispensar dispositivos físicos, como o token, cartões criptográficos ou pastas do computador.

Mesmo em viagem, fora do país, longe do escritório, no táxi ou avião, o certificado digital pode ser utilizado, com total segurança. Pode ser instalado em múltiplos dispositivos e utilizado nos principais sistemas operacionais, inclusive no Mac OS.

Além da mobilidade e segurança, o certificado digital na nuvem facilita o cadastro e a autenticação em sites, reduz os investimentos à coibição de fraudes e gerenciamento de senhas, permite a ampliação de serviços digitais, diminui os custos operacionais e ainda é sustentável, já que elimina o uso de papel, por permitir que os processos sejam realizados no meio eletrônico com validade jurídica.

Mais informações na Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit),  pelo telefone (45) 3055-4626, com Joislaine.