Eis que surge o líder oculto

            Se existe uma coisa que me deixa feliz, é ver um aluno, um aprendiz, um colega de trabalho, um cliente ou alguém que tenha assistido uma de minhas palestras, ou tenha sido atendido individualmente, se dar muito bem na vida. Principalmente se tratar-se de alguém que no momento em que nos encontramos estava em uma situação difícil, passando por grandes problemas pessoais, financeiros ou profissionais.

             Buscando uma simplicidade nas definições, poderíamos dizer que os pensamentos e sentimentos das pessoas se deslocam por janelas mentais. E são estas janelas que fazem com que cada pessoa traga para seu corpo físico no dia-a-dia todas as impressões contidas nesta ou naquela janela. Existem janelas de todos os tipos, embora alguns defendam que somente existam duas modalidades: as que trazem o sentimento e percepção da tristeza ou da felicidade.  

            As modalidades destas janelas mentais serão fruto de um decreto a ser apresentado mais adiante, mas o que se pode tirar destas possibilidades mentais no momento, é a capacidade que muitas pessoas têm de reagir positivamente quando em frente a uma adversidade. Sendo que para que isso ocorra, uma rápida mudança no sentido do fluxo mental deva acontecer. E nesta hora, uma janelinha até então desprezada ou desconhecida passa a se abrir e dirigir todas as suas ações.

            É neste momento que muitos se surpreendem com o potencial apresentado por algumas pessoas, que até então se colocavam sempre em posições inferiores. São líderes que surgem envoltos por força e poder capazes de transformar o meio em que vivem. Eram vulcões aprisionados, que agora jogam suas cinzas à quilômetros de distância. Mas isto não aconteceu por mero acaso. A força já existia, apenas estava oculta até a hora exata em que deveria ser revelada. 

            É como diziam certos sábios da antiguidade “não importa quão velada seja a entrada da caverna, pois a chave do escolhido se ajusta perfeitamente a fechadura”.

            Para firmar os comentários até aqui apresentados de uma forma ilustrativa repasso uma passagem que fala assim… “Certa vez um Leão foi criado por ovelhas. Cresceu entre elas, e tal qual como se fosse uma ovelha – Kinguinho como era conhecido –  Pensava, sentia e agia no seu dia-a-dia. Assim ia levando sua vida, até que aconteceu um fato inesperado.

            Surgiram lobos famintos e ferozes que, ao avistarem as ovelhas, partiram em seu encalço. Apavoradas, as ovelhas e Kinguinho se puseram a correr na tentativa de escapar das garras de seus perseguidores. Enquanto fugia, o leãozinho olhou para trás e viu uma cena que o deixou extremamente contrariado: sua mãe, a ovelha que o tinha criado, havia sido encurralada por quatro ou cinco lobos assassinos, prestes a devorá-la!

            Naquele instante… Algo ocorreu… Um sentimento forte e até então desconhecido começou a se avolumar dentro de Kinguinho, e de repente… – Roarrr!!!!!!! Despertou a Fera… E King, o Gigante Interior que habita e sempre habitou em seu Ser, em um gesto corajoso para salvar sua “mãe”, se atirou em cima dos lobos, e para espanto geral os pôs para correr com profundos aranhões.

            Fugiram todos os lobos diante daquele leão! Com o tempo, King foi se conhecendo e descobrindo sua verdadeira natureza… Aprendendo a lidar com sua força e instintos. Os demais animais da floresta também. Mais tarde, de simples ovelha, King se tornou o “Rei” dos animais. Um rei justo e sábio… Que jamais se esqueceu de que por detrás de uma simples ovelha pode estar escondido aquele que um dia se tornará o rei de todos os animais”

            Muitos foram os convidados, poucos os que estavam realmente preparados para adentrar. Para alguns, pouco ou quase nada será apresentado. Para outros, a possibilidade de folhear página por página o livro da vida lhes é oferecida. Um abraço do Klaue!

Eduardo Klaue

 [email protected]