Prever o futuro é impossivel. será?

Em um multiverso imenso e desconhecido que se expande diversificadamente para todos os lados a uma velocidade incalculável, ficam algumas perguntas no ar: – Que importância, um simples planeta como a Terra pode ter neste plano cosmológico? Que valores podem ter as pessoas deste minúsculo planeta no funcionamento sincronizado deste universo? Será que somos apenas um número cronológico deste imenso relógio que se chama tempo? De onde viemos? Onde estamos? Para onde iremos? Em que ou em quem creditar, em um mundo onde nada se sabe de quase nada?

Muitos grupos de estudos, fraternidades, sociedades do conhecimento, cientistas, entidades religiosas, os chamados iluminados, adivinhos, videntes, sensitivos, gurus, magistras, premolidores, comunicadores e outros, buscam responder a todas estas questões, mas outras perguntas ficam no além-ar: – Pode a criatura explicar a criação? Pode o reflexo explicar sua origem? Pode o futuro explicar o passado? Pode a flecha lançada ter ação sobe o arqueiro? Que leis determinam até onde nos é dado o privilégio de conhecer os limites de nossa própria existência?

“Certo dia, dois jovens que moravam no campo, resolveram ir até a cidade comprar alguns mantimentos. Um deles que estava de bicicleta, foi pela estrada, e o outro resolveu cortar caminho através de uma colina. Do alto desta, se podia ver a cidade, e os caminhos tortuosos que se estendiam até ela.

Lá de cima, o jovem pôde observar a ponte caída, provocada pela enchente do rio. Logo a baixo, seu amigo de bicicleta dirigia-se até ela sem saber o que havia acontecido. Só descobriria quando lá chegasse, uma hora depois”.

Podemos dizer que o jovem de cima da colina pôde prever o futuro em relação ao jovem de bicicleta? Podemos dizer que o pessoal da meteorologia, pode prever o futuro, quando diz que irá ocorrer chuva ou seca em determinados dias futuros? Afinal, o que é o futuro e como se manifesta, se nada antes de ser, é? Teríamos nós um caminho já traçado, predeterminado? Ou seríamos então, viajantes do tempo, capazes de determinar nosso próprio futuro?

Sobre este assunto comenta, E.C.P“A vida é composta de uma série de ciclos, que se alternam. Quando compreendemos as leis destes ciclos, e o que os governa, podemos estar, sempre no ponto certo do tempo e do espaço. É como pegar a crista da onda no exato momento que ela desliza em nossa direção. Quantas vezes você já teve a sensação de ter perdido o momento certo? Quantas vezes já vibrou por ter dito a palavra certa, na hora certa, para a pessoa certa? Vivemos em um universo de livre-arbítrio. Todos os dias nos são apresentados desafios e oportunidades. Todos os dias você deve escolher o que fazer diante das novas situações que surgem. O presente é o resultado das escolhas que você já fez. O futuro ainda não está escrito. Mas o resultado final, vai depender das escolhas que você faz hoje e todos os dias pelo restante de sua vida. O presente é o ponto mais alto da oportunidade. É o tempo da decisão, é onde você escreve o futuro. Um futuro, que afinal de contas, será aquilo que você fizer dele”. A matemática da criação para nós simples mortais, é algo inimaginável, mas com certeza aos merecedores das respostas, é plenamente explicável.

Meu amigo leitor, se neste momento, você está passando por alguma dificuldade, saiba que a forma com que você encarar tudo isto, o levará ao resultado final. Erga a cabeça, lembre-se que o tempo se faz em ciclos e aspirais, e que este, talvez não tão bom, logo passará, e você precisará estar preparado para atrair um novo ciclo que lhe traga boas novas.

 Por outro lado, se para você tudo está indo muito bem, não se sinta culpado ou com medo que isto tudo acabe de uma hora para outra, sinta-se feliz e transmita isto às pessoas que o cercam, assim você estará atraindo um novo ciclo de prosperidade, ou seja, escrevendo ao próprio punho um futuro diretamente proporcional ao aproveitamento de seu presente.

Aos viajantes do tempo…um abraço do Klaue!       

Eduardo Klaue é Mestre em Gestão de Negócios, Personal Advisor de Líderes Empresariais, Sócio nas Empresas “Klaue & CIA Consulting e Klaue Corretora de Seguros”