Coluna do Editor 03/05/2021

Ciscopar

O prefeito de Quatro Pontes, João Laufer, se despediu nesta sexta-feira (30) do cargo de presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (Ciscopar). No auditório da Prefeitura de Toledo ocorreu assembleia da entidade para a eleição e posse da nova diretoria executiva e conselho fiscal. A chapa Renova Ciscopar foi eleita por unanimidade. O prefeito de Assis Chateaubriand, Valter Aparecido Souza Correia, assume como presidente e o prefeito de Toledo, Luis Adalberto Beto Luniti Pagnussatt, como vice-presidente.

Conselho fiscal

O conselho fiscal está composto pelos seguintes membros titulares: Rodrigo Schanoski, prefeito de Maripá; Ivan Reis da Silva, prefeito de Terra Roxa; e Evandro Grade, prefeito de Santa Helena. Já os membros suplentes são: Norberto Pinz, prefeito de Nova Santa Rosa; Luiz Ernesto Giacometti, prefeito de Palotina; e Luiz Carlos Beletti, prefeito de Tupãssi.

Despedidas

Na ocasião, o prefeito João Laufer fez seus agradecimentos pelo tempo que esteve à frente da entidade. A prestação de contas, por sua vez, foi realizada pela secretária executiva, ex-prefeita de Mercedes Cleci Loffi. Em seu lugar, agora assume a função o vice-prefeito de Toledo, Ademar Dorfschmidt.

Improcedente

O juiz de Direito Eduardo Villa Coimbra Campos, titular da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Cascavel, julgou improcedente a ação de improbidade administrativa número 0026937-70.2017.8.16.0021, movida pelo Ministério Público do Paraná contra o ex-vice-prefeito de Cascavel, Maurício Querino Theodoro, e mais duas empresas de telefonia, a AJPF Telecomunicações Eireli ME e a IP COM Comércio de Equipamentos de Telefonia Ltda, por suposto dano ao erário público.

Licitações

O argumento do MP, derrubado pelo Judiciário, era de que Theodoro e as empresas haviam praticado condutas vedadas em licitações para contratação de serviços de telefonia por parte de entes públicos. O MP tentou estabelecer elo entre as duas empresas, sustentando a tese de que Maurício seria artífice de um conluio para driblar a legislação que impede a contratação de empresas vinculadas a gestores públicos e seus parentes diretos, no caso seus filhos.

Vida própria

Todavia, ficou provado que ambas as empresas possuem vida própria, são independentes entre si e jamais praticaram qualquer ilegalidade, bem como não existe qualquer elo entre elas ou favorecimento mútuo. A AJPF pertence a Aristides Januário Pereira Filho, enquanto a IP COM tem como donos os dois filhos do ex-vice-prefeito, Fábio Fernandes Theodoro e Heitor Fernandes Theodoro.

Adeus

A Câmara de Toledo despediu-se nesta sexta-feira (30) do ex-presidente do Poder Legislativo, Winfried Mossinger, falecido na quinta-feira em função de complicações da Covid-19. O presidente da Câmara, Leoclides Bisognin, destacou a trajetória de Mossinger e disse à família na despedida no saguão do prédio do Poder Legislativo que a Câmara sente-se honrada por escolher sua sede para o velório, pois esta é uma forma de valorização do Legislativo e dos vereadores.

Família

Winfried Mossinger era viúvo da esposa Lúcia há alguns anos e deixa os filhos Heino Mossinger, Heiko Mossinger, Alan Mossinger e Elton Mossinger, além de duas noras e seis netos.

Vai abrir

Por falar na Câmara de Toledo, após ficar tanto tempo fechada, esta semana a Mesa Diretiva se reuniu e decidiu flexibilizar as restrições de acesso adotadas com o agravamento da pandemia da Covid-19. Diante do cenário mais favorável os integrantes decidiram, por unanimidade, pelo relaxamento das restrições adotadas no Ato n° 31, de 29 de junho do ano passado e alteradas de acordo com a evolução do quadro local.

50%

Pelo Ato n° 22, de 29 de abril, o acesso do público às dependências da Câmara Municipal de Toledo é liberado, mas será exclusivamente pela porta principal, localizada à Rua Sarandi. O acesso do público ao Auditório e Plenário Edílio Ferreira será permitido durante as sessões plenárias e reuniões. O Ato n° 22 porém estabelece o limite de 50% de ocupação dos 126 assentos do local. Já na Sala de Reuniões o limite fixado também é de 50% das cadeiras, o que restringe a 14 pessoas o espaço na mesa principal.