Coluna do Editor 09/06/2021

Clima quente

O clima esquentou na sessão de segunda-feira na Câmara de Toledo, Isso porque o líder do Governo, Dudu Barbosa (Republicanos) tentou vincular o nome da ex-secretária de Educação Edna Schaeffer à questão da ideologia de gênero que voltou à tona na reforma do Plano Municipal de Educação, enviada pelo prefeito Beto Lunitti.

Passado

É praticamente a mesma discussão levada adiante na primeira gestão de Lunitti (2021/2016) e que tanta polêmica suscitou. Bom, o projeto, claro, não passou porque não é papel da escola discutir questões como essa, mas sim de ensinar, algo que muitos ‘educadores’ parecem ter esquecido, preferindo manter acesa a chama da ideologia.

Defesa

Os vereadores Gabriel Baierle (DEM) e Professor Oseias (PP) saíram em defesda da ex-secretária diante da leviandade do líder de Governo. A discussão foi quente!

Revisão

Dudu Barbosa leu um Ofício encaminhado pelo prefeito Beto Lunitti. Segundo o prefeito, a reforma foi motivada após ampla discussão nas esferas municipais com a participação de representantes da rede pública e privada. “A administração é contrária à ideologia de gênero e que a responsabilidade do texto foi do Conselho Municipal de Educação”, comentou o líder do Governo, ressaltando que o Executivo irá acatar qualquer decisão da Câmara.

Decisão

Ainda de acordo com o líder do Governo, essa revisão foi discutida em 2018 e 2019 e insinuou que a questão da ideologia de gênero teria sido uma decisão da ex-secretária, embora depois tenha tentado tirar o corpo fora.

Exemplo

Gabriel Baierle saiu em defesa de Edna Schaeffer, afirmando que ela “fez um trabalho exemplar” e que se tratava de uma pessoa com conhecimento e experiência. “Essa sabe o que faz. Falo de boca cheia da Edna, que deixou a marca de competência, de trabalho e realizações. Essa não pipocava”, disparou Gabriel, completando: “O que entristece é ver seu nome vinculado à questão da ideologia de gênero, mas não foi ela que assinou o projeto”.

Contra

“Sou contra (ideologia de gênero). Essa é minha posição bastante clara. Quem me elegeu não tem dúvida”, disparou Gabriel, ressaltando que Edna não tem envolvimento algum com a discussão da ideologia de gênero, até porque o documento foi enviado agora. “Não podemos nos calar”, sentenciou Gabriel Baierle.

Guerreira

Olinda Fiorentin (PSD) citou que a ex-secretária Edna iniciou a gestão ainda se recuperando de um tratamento de câncer. “Ela foi uma guerreira, um exemplo de secretária”, acrescentou a vereadora.

Desleal

Para Professor Oseias, a fala do líder do Governo foi uma “deslealdade. Não havia necessidade”, disse ele. Ainda de acordo com o vereador, a discussão é muito maior, porque envolve, por exemplo, vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil, ensino integral, “e por que o vereador não levantou estes pontos”, questionou Oseias, lembrando que as discussões sobre o Plano são feitas em cima de eixos.

Terreno

Na avaliação de Oseias, a menção da ex-secretária foi para “marcar terreno” e totalmente desnecessária. A gestão passada fez um período de avaliação do plano de 2015, período da primeira gestão do atual prefeito.

Não!

Em determinado momento Dudu Barbosa chegou a pedir um aparte a Oseias que foi categórico: “Não lhe concedo. O dia que você aprender a ser líder de Governo te dou um aparte”.

Oposição

Irritado com algumas falas recentes do líder e Governo, Professor Oseias ressaltou que a formação de um Bloco de Oposição da bancada do Partido Progressista é “consequência do que foi feito aqui. Entendi o recado. Há um posicionamento na sociedade de Toledo que é contra isso (ideologia de gênero)”, afirmou Oseias, ressaltando que Dudu usasse menos o WhatsApp para se informar.

Suspeita

Pelo menos 39 cidades do Paraná são alvos de denúncias de pessoas que se vacinaram com o CPF de mortos. É o que aponta a Comissão Especial de Investigação (CEI) da Assembleia Legislativa que investiga fraudes na fila de imunização contra a Covid no estado.

Fraude

A lista conta com 99 casos, com alguns já descartados. “Esses casos dos mortos são emblemáticos pela fraude, mas há várias outras situações chegando a quase mil denúncias de pessoas que se vacinaram fora do Plano Nacional de Imunização”, afirmou o deputado Delegado Francischini (PSL), presidente da comissão.

Cafelândia

O município de Cafelândia, por meio da secretaria de Saúde, inicia hoje (9) a terceira etapa da vacinação contra a Influenza. Estarão sendo imunizados nesse momento: pessoas com comorbidades, deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso. A campanha vai até 9 de julho em todas as Unidades Básicas de Saúde.