Coluna do Editor 10/05/2021

Visita

“Estive nesta quarta-feira no gabinete do prefeito Municipal Beto Lunitti, anunciando uma emenda parlamentar no valor de aproximadamente R$ 200 mil do deputado federal Aroldo Martins o qual represento. Estiveram conosco o vereador Dudu Barbosa e o presidente municipal do Republicanos Beto Ignácio”, contou Ricardo dos Santos, que representa o deputado na microrregião de Toledo.

Nova Santa Rosa

Nesta sexta-feira (7) o deputado estadual licenciado e atual secretário de Estado do Governo do Paraná, Marcel Henrique Micheletto, se encontrou com o prefeito de Nova Santa Rosa, Norberto Pinz. Também participaram do encontro o vice-prefeito, Noedi Hardt; presidente da Câmara de Vereadores, Felipe Schindler (Chiquinho); secretária de Administração e Planejamento, Angélica Hardt; diretor do Departamento de Planejamento, Roberto Luiz Jacoby; secretária de Finanças, Nair Pinz Stumpf e demais secretários.

Fatiada

“Para tirarmos a reforma tributária do papel é preciso simplificar a discussão, ter didática e permitir que a nação entenda o que estamos mudando na legislação. Precisamos de mais participação do governo nesta reforma, além de executá-la de forma fatiada”, comentou o senador Oriovisto Guimarães (PODE-PR).

Simplificar

“Se conseguirmos acertar e simplificar o ICMS no Brasil e unificar os impostos federais em um único imposto, teremos um caminho muito bem traçado para essa reforma tão fundamental a todos”, defendeu o senador.

Eleição conturbada

A eleição para escolha da nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Toledo segue dando confusão. Se antes era só nos bastidores, agora degringolou de vez.

Autonomia

Um servidor, que tem acompanhado de perto essa disputa – de papéis, por enquanto – “nunca na história do Sindicato houve desrespeito com a comissão eleitoral. A comissão eleitoral tem toda autonomia de conduzir o processo, desde a documentação e a custódia das cédulas e as urnas de votação, mas parece que a ditadora Secretaria Geral quer ter o controle total da eleição”.

Ofício

A manifestação é porque foi encaminhado um ofício ao presidente da Comissão Eleitoral, João Carlos Padilha, e ao membro Zelário Bremm, assinado pela secretária Marlene da Silva e o advogado Márcio José Gnoatto, não reconhecendo mais os dois como membros da comissão e que seria marcada uma data para apresentarem defesa.

Reuniões

Um dos motivos para o descontentamento é que, segundo o documento, as reuniões da Comissão Eleitoral nem sempre teriam sido realizadas na sede do SerToledo e sim na sede do Sindicato dos Bancários e que João Carlos e Zelário Bremm teriam “de forma unilateral” levado a documentação “sob guarda do sindicato e as urnas do processo eleitoral para o Sindicato dos Bancários”. Alegam ainda que os documentos não foram entregues após terem sido solicitados.

Ameaça

Marlene e o advogado Márcio Gnoatto ressaltam ainda no ofício que no dia 29 de abril deste ano João Carlos Padilha teria se dirigido à secretária do SerToledo, Jaqueline Aparecida Alves em tom ameaçador “para entregar todos os documentos, ficha de qualificação, inscrição de chapas, urnas, caso não entregasse o Presidente da Comissão iria na delegacia fazer Boletim de Ocorrência”.

Caixa-preta

Resumo da ópera: o sindicato – e as decisões em torno dele – seguem sendo uma caixa-preta sem fim. Resta saber qual será a posição dos servidores públicos municipais diante de tanta confusão.