Coluna do Editor 17/05/2021

Grupo

O líder do Progressistas na Câmara de Toledo, Professor Oséas, afirmou que o PP não tem um nome para lançar a candidato na eleição do próximo ano, mas que “tem nomes, um grupo”. Oséas disse ainda que até o momento não se discutiu quais seriam os nomes para serem os candidatos do partido. “Estamos sim, organizando uma reunião para o grupo debater e honrar o legado deixado pelo deputado federal José Carlos Schiavinato, honrar sua memória”.

Conversas de corredores

Ainda segundo o líder do PP, tudo que se falou até agora não passa de “conversas de corredores” e que o partido está se rearticulando, se reagrupando. “Temos total noção de que a posição que iremos tomar é de suma importância para nossa cidade. Temos essa consciência”.

Novo tempo

Oséas afirmou também que se vive um novo tempo na política toledana e é preciso respeitar as novas lideranças. Disse que os vereadores querem participar das discussões e defendeu o diálogo.

Concurso

O presidente da Câmara de Toledo, Leoclides Bisognin, repercutiu a confusão no concurso público da Prefeitura de Toledo, em especial na redação, e afirmou que o número de reclamações é enorme. O vereador lembrou que o Município de Toledo pagou para que a Unioeste fosse responsável pelo concurso e isentou o prefeito Beto Lunitti sobre os problemas.

Lacre

Sobre a prova de redação, segundo informações de quem prestou o concurso, o tema chegou na hora que a prova já havia iniciado e sem os itens de segurança normalmente visto em provas dessa natureza.

Reforma

Deverá começar a ser votado esta semana o projeto sobre a reforma administrativa na Prefeitura de Toledo. A proposta do prefeito Beto Lunitti foi apresentada no último dia 5 à Câmara Municipal.

Unificação

Na justificativa encaminhada aos vereadores, o prefeito propõe a unificação das secretarias da Agricultura, Pecuária e Abastecimento com a do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, de Inovação e Turismo, ao invés de, por exemplo, fazer essa unificação com a de Infraestrutura Rural, o que seria mais lógico.

Transformação

As secretarias da Juventude e de Políticas para Mulheres seria transformada na Secretaria de Políticas para Infância, Juventude, Mulher, Família e Desenvolvimento Humano, um retrocesso sem tamanho diante da importância que as duas pastas ocupam.

Estrutura

No caso da Juventude, na gestão passada Jairo Cerbarro fez um trabalho excelente, com vários projetos sendo desenvolvidos. O mesmo pode-se dizer na Políticas para Mulheres, onde Larissa Ribeiro tirou ‘leite de pedra’ de uma estrutura quase inexistente.

Conselho

E onde está o Conselho da Mulher que não se manifesta a respeito do assunto? Na gestão passada, quando o ex-prefeito Lucio de Marchi sonhou acabar com a secretaria, o Conselho esperneou valendo, mas agora se omite de uma forma covarde.

Bancada feminina

Embora desfalcada, ainda assim a bancada feminina na Câmara de Toledo é relevante e, na legislatura passada, Marly Zanete e, em especial, Olinda Fiorentin foram decisivas para a manutenção da pasta de Políticas para Mulheres. O próprio vice-prefeito Ademar Dorfschmidt, então vereador, defendeu a manutenção, até porque sua esposa lá trabalha e deve ter argumentos mais que suficientes para convencer manter a estrutura funcionando.

No Paraná

Dos 399 municípios do Paraná, além de Toledo, somente Guarapuava, Londrina, Maringá, Campina Grande do Sul, Apucarana, Mangueirinha, Curitiba e mais recentemente Cianorte possuem uma pasta específica para as políticas das mulheres.

Extinção

Mas para mim, enquanto comunicador, o maior crime do prefeito é a proposta de extinção da Secretaria de Comunicação Social, que seria atrelada como um departamento junto ao Gabinete do Prefeito, numa clara demonstração de se tentar fazer da comunicação algo pessoal e não institucional como deveria ser.

Política

Ao longo de sua história a Prefeitura de Toledo pecou por não fazer uma política de comunicação social e não uma comunicação de governantes. Um município do porte de Toledo não pode ficar sem uma pasta responsável por divulgar as ações de uma das maiores cidades do Paraná e referência quando o assunto é o agronegócio.

Controle

Além disso, ao direcionar a comunicação para o gabinete, fica clara a estratégia da atual administração em manter um controle mais rigoroso sobre os veículos de comunicação social. Só não enxerga isso quem não quer.

FG’s

Além disso, em termos de economia, a nova estrutura pretendida não altera o preço do dólar, mas sim abre espaço para o retorno em larga escala das famigeradas funções gratificadas que tantos problemas trouxeram à economia do município na primeira gestão de Beto Lunitti.