A ganância a política que dominam o esporte

O mundo do futebol foi sacudido neste início de semana peal decisão de alguns dos maiores clubes da Europa em criar a Superliga, disputa onde não haveria rebaixamento, mas sim uma disputa entre equipes convidadas, privilegiando o ganho financeiro e não apenas o aspecto técnico de uma competição esportiva onde acesso e rebaixamento sempre deram a tônica. A Uefa, entidade que controla o futebol no Velho Continente rugiu de maneira estrondosa, ameaçando os clubes fundadores desta Superliga de serem banidos das competições em seus respectivos países e até mesmo dos jogadores destes clubes não disputarem a Copa do Mundo.

Por trás deste movimento estão os donos destes gigantes europeus, em sua maioria norte-americanos que querem implantar no esporte bretão a filosofia da NBA, a grande liga de basquete do mundo onde não existe rebaixamento e os clubes são franquias, gerenciadas como empresas que podem, por exemplo, mudar de endereço de acordo com seus interesses comerciais. Um dos exemplos mais recentes é do Golden State Warriors, uma das equipes dominantes nos últimos anos que trocou Oakland por São Francisco em troca de uma arena novinha em folha e, claro, possibilidades comerciais muito mais interessantes. Poucas franquias, aliás, não fizeram movimento semelhante ao longo de sua história.

O que está em jogo neste movimento de alguns clubes não é apenas a rebeldia natural de quem não concorda com alguma regra e quer modificá-la. Está em jogo a disputa pelo poder político e econômico que gira em torno do futebol. E isso no mundo inteiro!

O futebol deixou há muito tempo de ser apenas uma paixão. Tornou-se um negócio. E dos mais lucrativos! Não fosse assim a gigante Red Bull não estaria montando equipes mundo afora, inclusive no Brasil com o Bragantino. A ganância e a política que dominam o esporte apenas ganharam um capítulo a mais esta semana, um capítulo que expõe ao máximo uma ideologia que ultrapassa as fronteiras dos gramados, provoca polêmica e, quem sabe, lança um novo momento num esporte que tantas transformações já sofreu e que se prepara para sofre uma das mais drásticas em toda sua história.