Adversidades e oportunidades

De acordo com pesquisa anual do Global Entrepreneurship Monitor (GEM), empreender ocupa a quarta posição na lista dos principais sonhos do brasileiro, estando atrás apenas da casa própria, carro e viagens. Diante da pandemia, esse cenário se fortaleceu principalmente nas situações em que brasileiros ficaram desempregados ou tiveram brusca redução na renda bruta mensal, como mostrou reportagem do JORNAL DO OESTE desta quarta-feira (28), mais especificamente com o setor de micros e pequenos confeiteiros que precisaram se reinventar durante este longo período de pandemia.

É a velha máxima de nas adversidades surgirem as oportunidades. E para auxiliar estes novos empreendedores, o Sebrae/PR vai realizar nos próximos hoje e no dia 6 de maio, o Start Digital, um programa online e 100% gratuito que visa auxiliar os candidatos a empresários nessa caminhada do empreendedorismo.

Além dos conteúdos, outro destaque do Start Digital é a rodada de mentorias, que vai oportunizar um bate-papo com empresários que já cruzaram a largada, estão com os negócios em plena operação no mercado e são considerados cases de sucesso.

É claro que alguns setores sofreram – e ainda sofrem – mais que outros. Basta observar o de casas noturnas e espetáculos, completamente paralisado e com efeitos devastadores sobre os empresários e colaboradores do setor. Mas há alguns que precisavam apenas de um ‘empurrão’ para deixarem sua zona de conforto e buscar resolver problemas aparentemente sem solução. No entanto, após um pouco de esforço, pesquisa e mudança de comportamento, novas oportunidades surgem, pois o Brasil é um dos países mais empreendedores do planeta, isso mesmo com tanta dificuldade por parte das gestões públicas – em todas suas esferas – e na dificuldade de buscar recursos nas instituições tradicionais.

O evento que o Sebrae realiza nestes dois dias pode ser um suporte a mais neste novo caminho a ser trilhado pelos empreendedores da região. Suporte e não ‘bengala’, até porque é preciso caminhar com as próprias pernas, afinal, nenhum pão vem de graça!