Almoços no interior

Desde o ano passado, a população precisou mudar hábitos e costumes devido a pandemia da Covid-19. Um vírus desconhecido diminuiu o contato entre as pessoas, pois assim é menor a probabilidade de transmissão. O churrasco aos de domingo entre famílias ou amigos deu lugar a chamadas virtuais. O vírus também impactou os municípios. Os gestores estabeleceram estratégias para minimizar os impactos da economia e manter a qualidade em Saúde, Educação e todos os demais setores.

Alguns municípios conseguiram encontrar bons caminhos. Mas, infelizmente, as comunidades sentiram os reflexos desse vírus. Os clubes pouco abriram no ano passado. A maior parte do tempo para limpeza ou manutenções. O futebol não pode ser realizado. Os eventos foram praticamente extintos e os mais jovens abasteciam os idosos e demais pessoas com mantimentos dos mercados. Por ser comunidade do interior, outra realidade que alterou é a tradicional missa. Ela também passou a ser realizada online.

As entidades do interior também sentiram os impactos da pandemia. A maioria das comunidades tem um grande evento anual. Aquela festa que traz o prato típico que remete a cultura do local, o setor que fomenta a economia, a gastronomia que marca o distrito e consegue atrair pessoas de toda a região.

Essas festividades integram o calendário de eventos do município. Elas são esperadas pela comunidade, são preparadas com antecedência, contam com uma comissão organizadora, envolvem diversas entidades e são muito representativas para os envolvidos. Aquelas previstas para ocorrer depois de março, desde o ano passado, deixam saudades.

Algumas comissões organizadoras tiveram tempo para o adiamento, conseguiram fazer contato com fornecedores, cancelar pedidos, contaram com a compreensão dos parceiros, tinham reservar em caixa e não ficaram no vermelho. Outras comunidades investiram em eventos no formato drive thru, algumas tiveram êxito, outras nem tanto.

Este tempo sem festa pode servir para que sejam feitos os ajustes, as melhorias, repensado novos formatos, como deixar o próximo evento mais atrativo. São muitas ideias, que no momento, poucas podem partir para a prática. Ainda é preciso esperar, cuidar da saúde, e buscar estar preparado para o retorno.