As parcerias!

Com a finalidade de desenvolver um projeto social e esportivo, tendo como motivador o futsal feminino, professores e atletas criaram a Associação do Futsal Feminino de Toledo (Afeto) no dia 22 de julho de 2006. Em 2021, a Afeto completa 15 anos em meio a pandemia do coronavírus (Covid-19), em meio aos desafios, em meio as dificuldades para superar os obstáculos e em meio as conquistas.

São 15 anos em que toda a equipe acredita em cada participante. Acredita que cada atleta pode modificar e melhorar a sua realidade; basta essa jovem ter acesso as ações. Um dos projetos desenvolvidos pela Associação é “Brincar e Aprender com Afeto: esporte, recreação e cidadania.

O projeto promove ações para a formação educacional de cada criança no esporte, mas também, no desenvolvimento de habilidades cidadãs, como manter a disciplina e o respeito; cultivar as amizades; ter controle emocional; sustentar a confiança e a perseverança. Mas para a continuidade desse projeto a Afeto necessita de parceiros.

Quem tem colaborado para a realização das atividades é a Itaipu Binacional. Neste ano, o Temo de Patrocínio foi estabelecido entre a instituição e a Associação no valor de R$ 60 mil. O recurso pode ser executado até o mês de dezembro de 2021 e irá apoiar o projeto.

O montante colabora para que a Associação realize as adequações pertinentes ao protocolo sanitário da pandemia, como aquisições de termômetros, máscaras, dispenser de álcool em gel e tapete ‘tipo capacho’ com solução sanitizante. Além de compra de novos uniformes.

A Afeto como outras Associações promovem um trabalho de excelência com crianças, adolescentes e jovens. São esses tipos de atitudes capazes de transformar a sociedade; de modificá-la para melhor. São profissionais que amam suas atividades e demonstram isso no cotidiano. Mesmo diante da pandemia, a Associação tenta se reinventar. É algo desafiador, porém existe a tentativa e a vontade de vencer e superar os desafios.

Paralelo a Associação também existem os órgãos, as empresas, as entidades ou até mesmo pessoas físicas que realizam investimentos nos projetos, no caso, como a Itaipu. Esses também precisam ser reconhecidos pela grandeza de cada ato.

As parcerias entre as iniciativas privadas e pública são fundamentais para os avanços sociais, educacionais, esportivos, econômicos, enfim, das comunidades. São essas parcerias que fazem a diferença, principalmente, quando toda a sociedade enfrenta o vírus desconhecido, mas que tem causado danos imensuráveis. Quando muitos clamam pela empatia com o outro, são essas parcerias que podem mudar o futuro de crianças e adolescentes. Me refiro ao futuro não somente os encaminhamentos, e sim, os de tomadas de decisões. São essas parcerias que podem, quem sabe, evitar novas pandemias ou pelo menos minimizá-las. Vivemos um momento em que as autoridades solicitam a colaboração de cada pessoa, porém sem êxito. Quem sabe daqui a 15 anos, o Mundo esteja melhor, porque oportunidades foram dadas para essas crianças e adolescentes.