Comemorar o que?

Nesta quinta-feira, dia 20 de maio, o JORNAL DO OESTE completou 37 anos de história. A data foi lembrada de maneira muito discreta com um lanche diferente, mas sem comemoração efusiva, sem entrevistas, sem reportagens especiais, afinal, quem aqui trabalha tem a sensibilidade necessária e o comportamento profissional para enxergar não ser este o momento para comemorações. É uma forma de todos que aqui trabalham demonstrarem sem respeito e sua solidariedade a quem perdeu um amigo ou um entre querido – como aconteceu recentemente com nossa colaboradora Bruna Koehler, que perdeu seu irmão para esta doença maldita chamada Covid-19.

Não comemoramos o nosso aniversário porque entendemos não haver motivos para isso, salvo a oportunidade de seguir com as portas abertas e trabalhando, enquanto tantos empresários precisaram encerrar as atividades e milhares de pessoas perderam de uma hora para outra seus empregos. Não, não poderíamos ficar alheios, porém, também não poderíamos deixar de mencionar a data, afinal, são 37 anos de trabalho diário, de esforço em busca da melhor informação, embora esta nem sempre seja uma notícia prazerosa de se dar. É nossa função ajudar a escrever a história e o que acontece de principal. De bom e de ruim!

Comemorar o que num país que se emociona com a morte de um funkeiro que se atirou pela janela para não ser flagrado pela mulher, enquanto crianças são assassinadas dentro de uma escola no interior de Santa Catarina e OK, vida que segue. Não há muitos motivos para celebrar um aniversário em meio a este momento tenso pelo qual passamos e onde a política segue dando maus exemplos, num país onde segurança jurídica parece apenas ser um daqueles termos usados em bulas de remédio que quase ninguém presta atenção porque não serve para nada mesmo. Comemorar o que quando se completa mais um ano de história em meio a maior pandemia do século que mal começou.

Não, não podemos comemorar e sim seguir trabalhando para trazer a vocês estas e muitas outras informações que diariamente são publicadas nas formas variadas de levar a notícia a você, nosso leitor, motivo pelo qual não comemoramos aniversário, mas nos orgulhamos sim de fazer parte de um jornal ciente de seu papel na comunidade onde está inserido e a respeita.