E que se implante o caos!!!

A decisão da 1ª Vara da Fazenda Pública da Justiça de Toledo desfavorável ao pedido de liminar da Prefeitura de Toledo na questão de qual Decreto valeria – se do município ou do estado – implantou de vez o caos na cidade. Aliás, o caos está no país inteiro quando os nobres ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) resolvera, sabe-se lá por qual razão, dar autonomia aos municípios diante desta pandemia pantomímica na qual se transformou a Covid-19.

Houvesse, desde o início, uma posição centralizada – e centrada – a respeito de como enfrentar a doença, tal qual aconteceu na maioria dos países, certamente não haveria tantas pessoas completamente alucinadas nesta sexta-feira em Toledo, algo que deve estar acontecendo em muitos outros municípios paranaenses diante de decisões distintas sobre o mesmo assunto, no caso qual decreto seguir.

As cenas vistas no Centro de Toledo ontem e a indecisão sobre o que fazer nos próximos dias apenas aumenta a insegurança causada diante de números que não param de subir; frente à enxurrada de informações desencontradas e mentirosas. Empresários receosos, consumidores confusos, cidadãos em polvorosa, aproveitadores politiqueiros de olho na disputa eleitoral – adiada para novembro – mas que nos bastidores começou com as mesmas baixarias de outros tempos, apenas com rostos mais ‘bonitinhos’, maquiados ou então travestidos de bons moços.

Ninguém mais sabe absolutamente nada a partir do momento em que há dois decretos valendo ao mesmo tempo, porém, com decisões completamente distintas entre si. Parece até mesmo a Lei de Murphy se intensificando à máxima potência e tudo que poderia dar errado…deu! Só que numa proporção absurda.

Em meio a isso é preciso ainda conviver com a irresponsabilidade de tanta gente que insiste em sair de casa sem máscara, em desrespeitar a necessidade de se evitar aglomeração ou ainda quem sequer acredita no potencial devastador dessa doença silenciosa e que, se não tratada de maneira adequada, pode levar à morte de maneira muito rápida.

No já caótico país tropical, veio a ordem: e que se implante o caos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *