Enfim a vacina

A notícia tão esperada por milhões de brasileiros veio, enfim, na tarde de domingo. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o uso de duas vacinas para aplicação imediata no Brasil. A partir desta semana o Brasil se prepara para uma nova campanha de vacinação em massa. Talvez uma das mais importantes da história tamanha a gravidade da pandemia causada pelo novo coronavírus.

O mais incrível é saber existirem pessoas contra a vacina. Não apenas da Covid-19, mas contra todas aquelas já comprovadamente eficazes no combate a doenças cujas sequelas podem permanecer para o resto da vida, como é o caso da poliomielite ou a H1N1, que muitos afirmavam ser uma ‘mata velho’. Pois bem, da desconfiança do passado a filas recentes em busca da vacinação mudou a consciência de quem percebeu a importância da vacinação prévia e se há um país no mundo capaz de vacinar em massa é o Brasil, graças à sua expertise com o calendário anual.

De novo há quem critique os governos e a própria Organização Mundial da Saúde pela pressa na liberação das vacinas. Se no passado algumas vacinas nem tão preparadas assim ou nem tão testadas provocaram estragos, agora é acreditar no avanço tecnológico da humanidade em várias frentes e não apenas no combate à Covid. O próprio teste que antes levava dias para ficar pronto agora sai em minutos. E com muito mais precisão.

OK, a indústria farmacêutica até pode estar se beneficiando do momento. Mas é este o negócio destas empresas e o vírus, bom, este não está preocupado com a discussão de quem está ou não levando vantagem, até porque vidas estão sendo ceifadas a cada novo dia e, com ou sem discussão, é preciso vacinar as pessoas, imunizá-las.

Assim como também é momento de manter as regras mais essenciais e que tanto ajudam no combate à doença, como o uso de máscara de maneira correta, o distanciamento social e a higienização frequente das mãos. Isso sim ajuda a combater o coronavírus e não as cenas lamentáveis da festa na região do Parque Ecológico Diva Paim Barth, na mesma tarde de domingo do anúncio da vacina.