Maio Amarelo

Em vários pontos das ruas de Toledo há alertas sobre o início do Maio Amarelo, mês que busca conscientizar sobre os cuidados no trânsito nosso de cada dia, um trânsito crítico em determinados horários, fruto do crescimento e que revela a falta de planejamento em pontos específicos, como é o caso da Avenida Parigot de Souza, mais precisamente no setor que compreende a Santos Dumont e Barão do Rio Branco, onde nos chamados horários de pico é preciso ter paciência para o pesado fluxo desafogar.

Há que se ressaltar a necessidade de se estabelecer os chamados binários. E isso não apenas no Centro, mas em bairros importantes e que se desenvolveram acima da média nos últimos anos, como são os casos da Vila Industrial, Jardim Gisela, Jardim Pancera, Europa/América e, claro a Grande Pioneiro, onde o cruzamento da Rua dos Pioneiros com 1º de Maio é um exemplo de como ainda é preciso avançar nas questões relacionadas ao trânsito toledano.

Mas o Maio Amarelo busca alertar os usuários quanto aos acidentes, embora uma questão esteja relacionada à outra. Quanto mais organizado o trânsito, mais fácil é de controlá-lo e para todos os usuários – e não apenas os motoristas – mais tranquilo.

No caso de Toledo há outro ingrediente que a cada dia ganha mais espaço nas ruas: os ciclistas e a convivência com os carros e motos que muitas vezes desafiam as leis da física. Embora tenha havido uma preocupação em construir ciclovias ou ciclofaixas, ainda assim são muitos os ‘pontos cegos’ de um trânsito onde o desrespeito às regras é perceptível. E por parte de todos!

O maio, ao invés de ser apenas amarelo, pode perfeitamente ficar vermelho: de raiva e de vergonha diante de tantos absurdos encontrados em ruas e avenidas amplas, mas nem sempre seguras e os acidentes graves mostram isso. Postes, lâmpadas quebradas, pedaços de veículos, atropelamentos que poderiam ser evitados se houvesse um maior respeito às regras e uma melhor organização em pontos já conhecidos. Que o maio fique apenas amarelo e que o laço, como bem diz a campanha da Prefeitura de Toledo, não se transforme para a cor preta.