O adeus ao fundador

A imprensa de Toledo e região começou a semana de luto. Faleceu na madrugada desta segunda-feira (15), aos 68 anos, Jacó Carlos Diel, fundador do JORNAL DO OESTE. Embora estivesse morando em Balneário Camboriú, um dos filhos o havia transferido para Ponta Grossa para tentar se recuperar da Covid-19, o que infelizmente acabou não acontecendo. Jacó Carlos Diel deixa a viúva Neide Carletto Diel, os filhos Luís, Jacó Carlos Junior e Carla Cristiane Diel, além dos netos: Caio Mirai Diel, Arthur Rocco Diel, Isabela Diel, Maria Sol Diel, Benjamin Diel da Silveira.

Visionário, sonhador, maluco, ousado, obstinado…

Muitas foram as definições sobre Jacó Carlos Diel quando ele, em 20 de maio de 1984, colocou para circular o JORNAL DO OESTE, que hoje presta uma singela homenagem ao homem que sonhou com um veículo e deixou um legado. Evidente que houve vários problemas nesta trajetória, porém, isso não diminui a grandeza de seu feito ao se aventurar pelo mundo do jornalismo numa terra ainda jovem. Nas páginas em preto & branco, Jacó ajudou a escrever uma história recém começada e mostrou à região que era possível sim fazer jornalismo local e regional, pois esta sempre foi a vocação do JORNAL DO OESTE desde o início.

Jacó contou com a ajuda de amigos valorosos, muitos deles o aguardando para retomar agora e escrever novas notícias de onde quer que estejam. Será um encontro efusivo, pois a alma inquieta do fundador do JORNAL DO OESTE certamente é a marca que ficará para sempre guardada nas mentes de quem o conheceu e de quem acompanha o trabalho deste diário desde o início.

Para os mais novos, Jacó Carlos Diel era um completo anônimo, pois há tempos havia deixado Toledo ao lado da esposa para começar uma nova aventura. Porém, Jacó Diel jamais deixou de ser um anônimo para quem acompanha o trabalho deste veículo de comunicação. Mesmo para quem não o conheceu pessoalmente, o nome do nosso fundador pode ser eternizado entre as lendas, entre os pioneiros da imprensa toledana e regional, afinal, aventurar-se por este campo há quase 37 anos era coisa para poucos e com bastante coragem.

Jacó Carlos Diel se vai e com ele um pedaço da história da nossa imprensa que seguirá escrevendo as principais notícias da nossa terra, entre elas, a morte do nosso fundador. Descanse em paz!