O poder de superação

Há uma brincadeira muito comum em redes sociais na qual é preciso a Nasa vir estudar o brasileiro, haja vista a ‘engenhosidade’ do cidadão diante de algumas necessidades da vida comum. Porém, brincadeiras à parte, é inegável o poder de resiliência e ao mesmo tempo de superação do povo brasileiro. Quanto mais coisas ruins acontecem, a mesma quantidade de coisas boas se multiplicam, como fosse o país – e seus habitantes – um local mítico.

O brasileiro é, por natureza, um empreendedor e quanto mais os números oficiais são divulgados, mais fortalecida é essa conclusão. Esta semana, por exemplo, o JORNAL DO OESTE trouxe reportagem sobre o balanço anual da Sala do Empreendedor da Prefeitura de Toledo mostrando que no ano passado foram abertos 1.233 novos CNPJ’s de Microempreendedores Individuais, os chamados MEIs. Em 2019 o número havia sido ainda maior, com 1.274. Ser um microempreendedor individual hoje em dia significa uma forma de tentar manter a renda diante de uma nova crise provocada pela pandemia do coronavírus.

Hoje o sistema é uma alternativa de renda as pessoas que perderam o emprego ou que tiveram diminuição de seus rendimentos devido às restrições impostas pela pandemia. De acordo com o levantamento, os setores que mais possuem CNPJ’s ativos como MEI são da área de serviços na construção civil, comércio de vestuário e na área de cuidados com a beleza.

Importante também existir dentro da Prefeitura de Toledo um espaço destinado a atender com exclusividade essas pessoas, afinal, nem todos estão familiarizados com alguns procedimentos burocráticos necessários para se manter o CNPJ ativo e, portanto, essa consultoria especializada não apenas beneficia o usuário, mas o próprio município por manter regularizado um setor que parece ter se consolidado como a grande válvula de escape para quem acredita ainda ser possível empreender num país com tantas dificuldades para que isso aconteça de uma forma mais natural e menos burocrática.