Uma entrevista divertida…e diferente!

A manhã desta sexta-feira seria mais uma apenas, aquelas do conjunto dentro da mais pura normalidade, onde a rotina domina. Mas, como no jornalismo nada é igual num dia como foi no outro, eis que surgiu uma entrevista divertida com os alunos dos 5º anos da Escola Municipal Arsênio Heiss. Uma manhã produtiva em termos de conhecimento mútuo, sendo possível abrir as portas para a comunidade, o nosso maior objetivo, o maior papel de quem escolheu esta profissão árdua e apaixonante.

E como a inocência da criança te desnorteia, te alimenta, te incentiva a seguir adiante, a seguir acreditando em dias melhores. Um combustível farto para pensar num futuro melhor, diferente. Para sonhar com um país mais justo e equilibrado ao invés deste nosso que aí está, todos os dias nos estapeando na cara para demonstrar quão parca é nossa cidadania.

As crianças tiveram a oportunidade de conversar e conhecer um pouco mais sobre a rotina do JORNAL DO OESTE, num trabalho que é apaixonante para quem está do lado de cá e tem a chance de mostrar como se faz notícia em todas as suas complexas e ao mesmo tempo simples etapas. Não é de hoje que este veículo de comunicação tem oportunizado visitas, porém, foi a primeira vez que cerca de 55 pessoas participaram simultaneamente de um encontro como este, reflexos ainda da pandemia, porém, também da tecnologia.

E esse exemplo serve para demonstrar o quanto o JORNAL DO OESTE tem procurado se reinventar para se manter não apenas vivo, mas principalmente ativo ao longo destes quase 37 anos de história. A própria pandemia fez com que internamente algumas coisas mudassem para o jornalismo diário se tornar mais ágil e presente na vida das pessoas que nos acompanham em nossas mais diferentes formas. Impresso ou digital. Ao vivo ou gravado. O importante é a notícia ser escrita de maneira correta.

E são momentos como este vividos numa sexta-feira qualquer, embora previamente agendado tenha sido tão inesperado, é que demonstra o quanto ainda se pode avançar e buscar uma aproximação ainda maior com crianças e adultos, até porque quando produzimos uma notícia, sem dúvida é para atingir ao maior número de pessoas possível e hoje isso aconteceu, de uma forma divertida…e diferente!