Mauro Picini Turismo 20/05/2021

Em nome de Deus, o
Clemente, o Misericordioso

O CCBI, atento ao que está ocorrendo na cidade sagrada de Jerusalém, terra da santa Mesquita de Al Aqsa, manifesta seu imenso pesar pelo tratamento bárbaro e desumano infligido às centenas de famílias palestinas que têm, ali, o seu lar. Solidário à Nação Palestina, cuja opressão incessante se arrasta há décadas, convoca a todos à oração e ao silêncio contrito como forma de reflexão e pesar pelas vidas já ceifadas no decorrer desta nova INTIFADA (LEVANTE DO POVO PALESTINO) – contra os ataques por parte das forças israelenses de forma covarde, desleal, irracional e desproporcional.

Como forma – sempre pacífica – de externar o profundo pesar pelo que vem ocorrendo na Terra Santa, foram projetadas na cúpula da Mesquita Omar Ibn Al-Khattab as bandeiras da Palestina e do Brasil. Juntas, as bandeiras destas grandiosas nações representam o sentimento fraterno e hospitaleiro oferecido aos povos do Mundo Árabe, sempre acolhido com carinho nesta terra tão generosamente abençoada por Allah. Suplicamos a Allah que receba as almas dos que se foram e console os corações dos que se lamentam.

Paulistas criam plataforma de mobilidade segura para turistas e vencem Hackatour Cataratas

Equipe formada por estudantes do Instituto Federal de São Paulo (IFSP); anúncio ocorreu no ultimo dia 12.
A ideia de um aplicativo que promete ajudar turistas a se locomoverem com segurança dentro de um destino foi a grande vencedora do 6º Hackatour Cataratas. A maratona on-line para o desenvolvimento de soluções para o turismo encerrou nesta quarta-feira (12), com uma live transmitida nas redes sociais do evento.

A plataforma Stitch Tour foi idealizada pelos estudantes Cristiano Fernandes Pinheiro e Patrícia Jéssica Fernandes Pinheiro, do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – Cubatão, e Ana Flavia Saraiva, do IFSP – Campos do Jordão. De acordo com o grupo, “objetivo é minimizar os impactos negativos relacionados à segurança e mobilidade no turismo receptivo. Espera-se com a sua aplicabilidade fomentar o comércio local, trazendo segurança através do mapeando das zonas de riscos, e pela interação dos integrantes, a mobilidade com sugestão de rotas seguras e meios de transportes disponíveis na região”.

Além de R$ 3 mil reais, os vencedores também vão receber livros, mentorias business do PTI-BR, consultoria e imersão com o Sebrae-PR, pré-incubação na UniAmérica e um curso regular do Instituto de Inteligência Artificial Aplicada (I2A2).

Em segundo lugar ficaram os estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Santa Helena, responsáveis pela Travel+, uma carteira digital do turista que customiza sua experiência de viagem e simplifica seus pagamentos, com retorno em cupons e cashbacks. Já na terceira colocação ficou o projeto Turismo Inteligente, que consiste na confecção de totens eletrônicos com mapa e informações do destino e foi idealizado por uma equipe mista formada por estudantes de Foz do Iguaçu (PR), São Paulo (SP), Itapevi (SP) e São José dos Campos (SP).

Todos os projetos submetidos foram avaliados por uma banca de especialistas, que analisou diversos aspectos da solução, como criatividade, aplicabilidade e viabilidade de execução das soluções. Os três primeiros colocados foram convidados a fazer parte do salão de investidores do 16º Festival das Cataratas, que será realizado presencialmente nos dias 1, 2 e 3 de dezembro.

Uma edição de recordes
O 6º Hackatour Cataratas contou com 127 inscritos, 17 times formados e 12 projetos avaliados. Para orientar os participantes, o evento contou com 35 mentores. São recordes e números expressivos que evidenciam a evolução da maratona tecnológica.

Durante a solenidade de encerramento, a presidente do IDESTUR, Mayara Angeli destacou que “essa é apenas a ponta do iceberg para o desenvolvimento de soluções para o turismo” e que o Instituto “vai sempre estar aberto às inovações e à procura dessas inovações para o desenvolvimento do turismo”.

A aderência de inovação à área do turismo foi lembrada pelo secretário de Turismo e Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu, Paulo Angeli, que disse que, como gestor público está esperançoso que as novidades aconteçam. Já a gestora de Turismo do Sebrae-PR, Camila Giacomelli, complementou que “o evento trabalha com a propagação do espírito empreendedor em prol do turismo de toda a região”.

Vila A Inteligente
O Vila A Inteligente – projeto promovido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), Itaipu Binacional, Prefeitura de Foz do Iguaçu e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) – foi um dos cases demonstrados durante o evento. “O bairro Vila A é um exemplo de aplicação de tecnologias inteligentes interligados a realidade do turismo”, comenta o diretor administrativo-financeiro do PTI, Flaviano Masnik. “Foz do Iguaçu mantém 40% de sua receita vinda turismo, e agora conta com o primeiro bairro público inteligente do Brasil, ou seja, estamos aptos a apoiar no amadurecimento das propostas dos times do Hackatour”.

Os participantes do evento que amadurecerem seus projetos, são convidados a, futuramente, em edital específico, submeterem suas tecnologias ao Programa Vila A Inteligente.

Hackatour Cataratas
O Hackatour Cataratas é realizado pelo Instituto para o Desenvolvimento do Turismo e Projetos Estratégicos (IDESTUR), com organização do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e apoio estratégico do Ministério do Turismo, Governo do Paraná – por meio da Superintendência Geral de Inovação, Wakalua, UniAmérica, Startup PR, Sebrae Paraná, iCities, Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – Campus Campos do Jordão e Assespro-PR.