Mauro Picini Turismo – 26/11/2020

Ministro Marcos Pontes defende conhecimento e tecnologia para o desenvolvimento

Coordenador do SRI Iguassu Valley, Jadson Siqueira

O fortalecimento da Região Oeste na rede nacional de tecnologia, pesquisa e desenvolvimento da inovação foi um dos destaques da última reunião do ano do Sistema Regional de Inovação (SRI/Iguassu Valley), nesta sexta-feira, 20. O diálogo on-line contou com a participação especial do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Cesar Pontes.
O ministro pôde aprofundar-se sobre o potencial econômico dos 54 municípios da região e o trabalho realizado pelos atores que fomentam o empreendedorismo e a inovação. Com 1,3 milhão de habitantes, o Oeste possui três parques tecnológicos, cinco universidades públicas e dezenas de instituições de ensino superior privadas, os quais são produtores de pesquisa e conhecimento.
“Parabéns pelo trabalho que vocês fazem. Contem com a gente, com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, pois contamos com vocês”, afirmou à plenária do SRI/ Iguassu Valley. “Juntos, vamos modificar nosso país através da ciência, da tecnologia e da inovação”, frisou o ministro.
Marcos Pontes fez um balanço das ações da pasta, enfatizando as medidas de combate à covid-19. Detalhou as iniciativas estratégicas do ministério – da ciência básica às tecnologias mais complexas –, legislações que visam a estimular o empreendedorismo e a inovação no país e os investimentos para desenvolver a Internet das Coisas, a inteligência artificial (IA) e a tecnologia 5G.
“Nosso ministério tem a particularidade da transversalidade, é como uma caixa de ferramentas, atuando com as outras pastas”, comparou. “Procuramos responder sobre como ele deve servir para a população, a quem paga impostos. Estabelecemos que nossa função é a de produzir conhecimento, riqueza para o país e qualidade de vida às pessoas”, sublinhou o ministro Marcos Pontes.

O ministro pôde aprofundar-se sobre o potencial econômico da região e o trabalho em empreendedorismo e inovação

DataLab Iguassu Valley
Durante o debate, o coordenador do SRI/Iguassu Valley, Jadson Siqueira, enfatizou
o esforço concentrado pelo ecossistema de inovação da Região Oeste para o desenvolvimento do DataLab. “Com esse laboratório avançado de inteligência artificial e dados, teremos um centro aplicado à agroenergia e em áreas prioritárias para o desenvolvimento do território”, ponderou.
Ele também dialogou com o ministro Marcos Pontes sobre a importância da formação. “Temos todo um arranjo no Oeste. Quem sabe poderemos ter graduações específicas na área de dados, possibilitando desenvolvermos competências e expertises nessa área, de modo integrado com o DataLab Iguassu Valley”, propôs Jadson.

Resultados
A 34ª Reunião Ordinária do SRI/Iguassu Valley também foi rica em ações de empreendedorismo e inovação apresentadas por instituições integradas à rede. Foram cases, divulgação de editais e eventos de cooperativas, startups e universidades. Coordenadores de oito grupos de trabalho demonstraram os resultados obtidos no ano pelo Sistema Regional de Inovação.
“O empreendedorismo inovador movimentou, em um ano, R$ 78 milhões em faturamento e R$ 7,2 milhões em recolhimento de impostos, gerando 425 empregos diretos na região”, relatou o consultor Hugo Ribeiro, que apresentou o balanço anual. “Também foram captados R$ 61 milhões para inovação em editais de fomento e linha de financiamento”, completou.
Gerente do Sebrae no Oeste, Augusto Cesar Stein destacou que, além dos ativos econômicos fortes, a região é um polo de tecnologias, ressaltando a atuação do SRI/Iguassu Valley. “Está em plena evolução como sistema e organização, não tendo parado nem mesmo na pandemia”, disse. “Isso mostra que há muita consistência, pois as pessoas só participam quando há resultados”, analisou.

Inovação em rede
O SRI/Iguassu Valley atua na forma de uma rede colaborativa na Região Oeste, que integra três parques tecnológicos sediados em Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo. Esse ecossistema articula cerca de cem empresas inovadoras, mais de 40 organizações de apoio e crédito, 14 habitats de inovação, 25 instituições de ensino e seis governanças.
(Sistema Regional de Inovação – SRI/Iguassu Valley)

Ministro Marcos Pontes elogiou o trabalho para desenvolver a inovação na Região Oeste

Festival das Cataratas terá ferramenta virtual para o compartilhamento de materiais de divulgação

Prezando pela segurança e bem-estar do público, o Festival das Cataratas vai contar com uma ferramenta virtual para que os expositores e participantes possam compartilhar seus materiais de divulgação em formato digital. A medida tem como objetivo diminuir a distribuição de materiais impressos, com todos os cuidados do protocolo de segurança contribuindo também com a preservação ambiental.
O Festival das Cataratas é considerado um dos principais eventos do turismo nacional e será realizado presencialmente nos dias 2, 3 e 4 de dezembro, em Foz do Iguaçu. De acordo com o idealizador e organizador do evento, Paulo Angeli, “tudo está seguindo os protocolos sanitários. Essa medida específica também vai ao encontro da nossa responsabilidade socioambiental”, destaca.
Os participantes terão acesso aos materiais por meio de um QRCODE que estará impresso no verso da credencial de cada expositor, e uma lista de participantes que captaram o código será encaminhada para o expositor ao final do evento.
Para participar da iniciativa, os expositores deverão enviar até 25 de novembro os seus materiais digitais para o e-mail: [email protected], obedecendo um dos seguintes formatos: e-mail (para contato direto), link (site ou landing page), arquivo (pdf, jpeg, jpg ou png de até 2 mb) ou texto (de até 300 caracteres).

Cuidados sanitários
O Festival das Cataratas vai contar com a tecnologia de robôs para a desinfecção dos ambientes do evento. Os equipamentos utilizam radiação ultravioleta do tipo C (UVC) e são capazes de destruir qualquer tipo de vírus, assim como fungos e bactérias. A inovação é resultado de um projeto executado em parceria pela Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), com apoio da Receita Federal.
Ainda há poucos estandes no evento disponíveis para comercialização. Informações sobre valores e condições de pagamento podem ser obtidas pelo pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (45) 3029-6603 e (45) 99958-0025.

15º Festival das Cataratas
Feira de Turismo e Negócios – 2, 3 e 4 de dezembro – presencial