Bolsonaro se encontra com Guedes e mantém silêncio sobre eleição dos EUA

Mantendo silêncio sobre a eleição de Joe Biden para a presidência dos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro deixou o Palácio do Alvorada no início da tarde deste domingo, 8, para uma visita fora da agenda à Granja do Torto, onde atualmente reside o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Bolsonaro não falou com a imprensa. Ele continua mantendo suspense sobre uma possível congratulação ao democrata por sua vitória nas urnas contra o atual presidente dos EUA, o republicano Donald Trump.

Nem a assessoria da Presidência nem a do ministro da Economia confirmaram, até o momento, o motivo do encontro.

Na sexta-feira, 6, Paulo Guedes disse que a vitória do candidato democrata Joe Biden não vai atrapalhar o crescimento do Brasil.

Depois da torcida explícita do presidente Jair Bolsonaro pela reeleição do presidente norte-americano Donald Trump, Guedes foi um dos primeiros integrantes do governo a admitir que a vitória do democrata era iminente, como mostravam as apurações dos votos nos EUA.

“Havendo a mudança nos Estados Unidos, eventualmente, e parece que os dados indicam que isso está próximo de acontecer, não afeta a nossa dinâmica de crescimento. O Brasil vai crescer independentemente do que acontecer lá fora”, afirmou, em evento virtual do Itaú.

“Não vamos superestimar relacionamento político. O crescimento do Brasil depende de nós. As relações lá fora, umas ajudam, outras atrapalham. Pode ser que a proximidade com um país ajude geopoliticamente e atrapalhe na tecnologia, ou vice-versa”, completou.

Em sua fala, Guedes voltou a usar a metáfora de uma festa para se referir ao cenário geopolítico e disse que Estados Unidos e China vinham “dançando de rosto colado” há muitos anos. “O Brasil chegou atrasado, já estava todo mundo bêbado. Nós estamos dançando com qualquer um, queremos dançar com todo mundo”, completou.