Correção: Hospitais privados de SP registram aumento de internações por covid-19

A nota publicada anteriormente tinha uma incorreção no primeiro parágrafo. O HCor tem 13 pacientes internados na UTI, e mais 28 na Unidade de Internação (UI), e não como constou. Abaixo, segue a nota corrigida.

Hospitais privados da capital paulista registraram nova alta nos índices de internação por covid-19 nesta semana em relação à anterior. O Hospital do Coração (HCor) informou nesta terça, 17, que está com 88% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados, com 13 pacientes diagnosticados com a doença. Além disso, outros 28 estão em unidade de internação (UI), sendo um caso suspeito. Na semana passada, a unidade tinha sete internações em UTI.

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que nesta terça há 93 leitos ocupados por pacientes com diagnóstico confirmado da doença. Da última semana de setembro ao dia 12 de novembro, a média de internações oscilou entre 50 e 55 pacientes infectados pelo vírus.

Contudo, a instituição diz que “os novos números são insuficientes para projetar qualquer evolução da pandemia no Brasil. Estes dados, porém, alertam para a necessidade da manutenção das medidas de prevenção”, segundo nota divulgada.

Em situação semelhante à da semana anterior, o Hospital Sírio-Libanês afirmou que tem hoje 124 pacientes internados com o diagnóstico de covid-19, patamar semelhante ao de abril, quando a unidade atingiu o pico de internações. Na última quinta-feira (12), eram 128. A assessoria do hospital informou que, em setembro e outubro, esse número oscilou entre 80 e 110 pacientes.

O governador João Doria (PSDB) decidiu adiar em duas semanas a reclassificação do Plano São Paulo, que colocaria quase 90% do Estado na fase verde, de maior flexibilidade da quarentena e de reabertura econômica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *