Itália: conselho aprova orçamento que destina 38 bi de euros para combater crise

O Conselho de Ministros da Itália aprovou o projeto de lei orçamentária para 2021 que prevê 38 bilhões de euros para a adoção de medidas de alívio fiscal e de recuperação econômica para o país superar a crise do novo coronavírus no ano que vem. A decisão ocorreu após reunião do Conselho nesta segunda-feira, 16.

A ministra do Trabalho italiana, Nunzia Catalfo, detalhou trechos do plano em postagem nas redes sociais e afirmou que a quantia voltada para sustentar a economia durante a crise constitui “uma manobra importante e ambiciosa, que intervém no presente e no futuro do país e que reforça a rede de segurança para empresas, famílias e trabalhadores”.

Entre os pontos do plano destacados por Catalfo, estão recursos repassados a empresas que contratarem trabalhadores com menos de 35 anos e mulheres da região sul da Itália – ou do resto do país, caso o contrato de trabalho tenha duração de ao menos 24 meses.

A ministra também destaca a criação de um fundo de 4 bilhões de euros para as empresas mais afetadas pela pandemia, além do financiamento de um outro fundo destinado a ressarcir trabalhadores por conta da suspensão da atividade comercial. Além disso, 500 milhões de euros serão destinados à adoção de “políticas ativas”, segundo publicou Catalfo.

O plano orçamentário aprovado pelos ministros agora deverá passar pelo Congresso nacional da Itália. A primeira votação ocorre na Câmara, para depois ser votado no Senado italiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *