Nos EUA, controle do Senado pode ser definido apenas em janeiro

A definição sobre qual dos partidos terá o controle do Senado dos Estados Unidos pode ficar para 5 de janeiro de 2021, quando ocorre o segundo turno das eleições à Casa na Geórgia. O Estado, o único que prevê um segundo pleito caso nenhum dos candidatos receba mais de 50% dos votos, teve duas disputas para o cargo de senador este ano.

Em uma das corridas, o candidato do Partido Democrata, Raphael Warnock, não conquistou a preferência majoritária do eleitorado e terá que disputar, mais uma vez, com a senadora republicana Kelly Loeffler, que foi nomeada ao posto no ano passado após a aposentadoria de Johnny Isakson.

Na segunda disputa, ainda não há resultado final: com cerca de 98% das cédulas apuradas, o senador republicano Joe Perdue tem 49,8%, contra 47,8% do democrata Jon Ossoff.

Por volta das 07h30 (horário de Brasília), postulantes republicanos lideravam no Alasca e na Carolina do Norte, enquanto um democrata estava à frente no Arizona. Se esses resultados se confirmarem, o balanço de poder no Senado ficaria 50 republicanos e 48 democratas, com as duas eleições na Geórgia podendo empatar. Se houver empate, o vice-presidente do país passa a ser o voto de Minerva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *