Partido Republicano quer bom relacionamento com Biden na Casa Branca, diz Romney

O senador republicano Mitt Romney (Utah) afirmou que seu partido quer estabelecer um bom relacionamento político com o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, logo após sua posse em janeiro, para a aprovação de medidas importantes para a recuperação dos EUA, em meio à pandemia do coronavírus e à crise econômica. “Ele, contudo, atuou no Senado por tempo suficiente para saber que, se for para uma direção extrema, fracassará”, advertiu. “Mas se ele for trabalhar de forma bipartidária, ficaremos felizes em atuar com ele.”

O parlamentar destacou à rede NBC neste domingo que os eleitores nos EUA “quiseram uma mudança na Casa Branca”, referindo-se à derrota do presidente Donald Trump, mas também optaram por manter políticas defendidas pelos republicanos, o que foi representado com a vitória de diversos políticos do partido no Congresso e em muitos Estados.

Romney afirmou que não sabe se o presidente Trump reconhecerá que perdeu as eleições para Biden. “Nós não vamos mudar o presidente agora. Os olhos do mundo estão sob nós. Ele tem o direito de pedir recontagem de votos na Geórgia, pois há uma diferença de 10 mil votos”, a favor de Biden, comentou. E apontou que, se o resultado de vitória do democrata for ratificado, Trump “terá de aceitar o inevitável”.

Na avaliação do senador, o que lhe preocupa mais são expressões utilizadas pelo presidente, como eleições “manipuladas e roubadas” com as quais descreveu o desfecho do pleito deste ano. “Esta é uma linguagem utilizada por autoritários pelo mundo. É importante não adotá-la para que não leve a um caminho que será muito infeliz para o país.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *