Evitar exageros na alimentação também deve ocorrer no período de férias

Dezembro e janeiro são os mesmos em que muitos trabalhadores optam em tirar férias. Viajar, mesmo na pandemia, tem sido o roteiro de diversas famílias. Uma das orientações para otimizar o tempo de viagem dentro do carro, reduzir as paradas e focar mais na saúde é ter alguns cuidados com a alimentação.

“Fazer as refeições em locais que não conhecemos a procedência, tão pouco temos referência, pode sim colocar a saúde em risco”, alerta a nutricionista, Deise Baldo. “As recomendações para manter hábitos saudáveis durante o trajeto variam de acordo com o tempo de viagem. Em destinos mais longes, para ganhar tempo à dica é levar o próprio lanche, visto que as paradas, geralmente, são mais rápidas”.

Uma dica é preparar sanduíches com pão integral, pois eles têm mais nutrientes e fibras do que o pão branco e, com isso, proporcionam maior saciedade. Para o recheio devem ser evitados queijos amarelos, salame, hambúrgueres, mortadela, salsichas e outros frios e embutidos, além da maionese. A opção é usar cenoura, tomate, frango desfiado e ricota.

Já quando a viagem for curta, de até quatro horas, a recomendação é levar alimentos como barras de cereais, frutas, torradas e biscoitos. A nutricionista pontua que em todos os casos é importante manter o corpo hidratado, ou seja, beber água, pois o líquido é fundamental para a saúde.

ATENÇÃO PARA EVITAR EXAGEROS – “Passar horas dentro de um carro para chegar ao destino desejado nas férias exige atenção especial com a saúde e cuidados com a alimentação. É interessante preferir refeições mais leves, manter o corpo hidratado e evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tudo isso, contribui para que a viagem mais tranquila”, comenta.

Segundo Deise, os cuidados devem começar antes da viagem. Ela orienta que um dia antes de ‘pegar a estrada’ o ideal é optar em fazer uma refeição leve, sem exageros e evitar o consumo de alimentos gordurosos, pois isso evita situações de desconforto que tais alimentos podem causar.

ALIMENTAÇÃO BALANCEADA – A nutricionista pontua que férias não é o período de seguir rigorosamente a dieta, contudo, é importante manter uma alimentação balanceada. “Férias é a época de relaxar e isso incluir não seguir os mesmo hábitos alimentares do cotidiano. Porém, não é recomendado extrapolar. A dica é não exagerar em nada, nem nas refeições muito menos no consumo de bebidas alcoólicas”.

Para aproveitar a viagem e conhecer outros sabores, uma dica da profissional é experimentar os pratos típicos do local. “Quem vive com restrições alimentares, sem dúvida, precisa perguntar quais alimentos compõe os pratos exatamente para evitar episódios alérgicos. Provar os temperos, os ‘toques e misturas’ de sabores integram nossa memória e gera laços com o local visitado. Saber aproveitar em todos os sentidos, especialmente neste período tão desafiador e que exige ainda mais cuidado com a saúde, é algo fundamental”.

Da Redação

TOLEDO