PM orienta como evitar furto em residência durante as férias

Janeiro é o mês de férias. O período em que muitas famílias decidem viajar. São passeios para a praia, casa de amigos, parques, enfim. Os dias são para relaxar e descansar. São momentos de prazer. Contudo, o retorno nem sempre é agradável. O mesmo período também é marcado por furtos em residências.

Para manter a segurança patrimonial, algumas medidas precisam ser adotadas para evitar furtos e roubos nas residências, diante da ausência dos moradores. O comandante da 1ª Companhia do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Toledo, tenente Jeremias Cristhian Marco afirma que existem várias medidas e elas podem ser adotadas pela população. A mais comum é evitar deixar luz ligada na residência, principalmente, durante o dia. “Ao deixar luz ligada na parte externa, por exemplo, durante 24 horas, o morador dá indícios que não tem ninguém na residência”, explica o tenente.

Ele ainda orienta que o morador deve tentar manter a limpeza das calçadas. “Uma calçada suja também pode atrair a atenção. Geralmente, se o cidadão possui o hábito de varrê-la diariamente e ninguém o faz na sua ausência, essa ação também atrai a atenção de pessoas mal intencionadas”.

MAIS SEGURANÇA – Outras medidas recomendadas pelo policial estão relacionadas ao uso de materiais de proteção na residência, como instalar grades na janela, ter fechaduras com qualidade ou colocar cerca elétrica. “Muitas vezes, as pessoas não gostam, porque muda a estética da residência. Porém esses materiais colaboram para evitar furtos quando a família está viajando ou até mesmo durante o cotidiano. Muitos moradores saem de suas residências no começo da manhã e retornam no período noturno”.

Muitas pessoas quando viajam não costumam avisar os vizinhos, porteiros ou funcionários do condomínio. Entretanto, uma conversa com alguém pode evitar transtornos futuros, pondera o tenente. “Comunicar para alguém que em determinado período não terá ninguém colabora para evitar problemas. Por exemplo: a pessoa pode ligar a luz de noite e desligar pela manhã ou ainda verificar se há marcas de alguém que quis invadir a residência; retirar as correspondências da caixa de Correios; manter a limpeza no pátio, entre outros cuidados”, revela o policial.

Outro exemplo é instalar luz que seja acionada por movimento. “Se alguém tentar entrar na residência leva um susto e isso inibe ou evita uma ocorrência”, explica o policial ao pontuar que quantos mais dias a família ficar a passeio, mais indícios poderá dar para alguém com ideias equivocadas. Qualquer atitude que evite a ação traz segurança para a residência”.

Da Redação

TOLEDO