Com 51,3 mil novos empregos, Paraná lidera geração de trabalho para mulheres no Sul

0 373

O Paraná foi o estado da região Sul que mais gerou empregos para mulheres de janeiro a outubro de 2023. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, o Estado registrou no período um saldo positivo de 51.341 novos empregos formais para mulheres. O número é resultado da diferença de 662.520 contratações e 611.179 demissões.

O saldo de empregos gerados para as mulheres coloca o Paraná na quarta posição no ranking nacional, atrás somente de São Paulo (229.507), Minas Gerais (75.147) e Rio de Janeiro (54.974). Em todo o País, foram abertos 721.725 novos postos de trabalho para mulheres nos dez primeiros meses do ano.

Com esses números, o Paraná superou o Rio Grande do Sul, que no período teve 30.733 novas contratações femininas, e Santa Catarina, que fechou os dez primeiros meses com 44.170 postos de trabalho para mulheres.

Setorialmente, o maior crescimento de postos de trabalho para mulheres foi no setor de Serviços. Foram 18.395 postos formais em dez meses. Em seguida vieram o setor de Serviços Administrativos (13.461), Atividades de Nível Médio (7.593) e Produção de Bens e Serviços Industriais (6.882).

Especificamente em outubro, o Paraná alcançou 7.431 vagas no saldo de novos empregos para mulheres, um avanço de 57% em relação ao mês de setembro (4.718). No comparativo com outubro do ano passado, quando 6.983 novos postos foram ocupados por trabalhadoras, o crescimento foi de 6,4%.

Com esse desempenho, o Paraná também se posiciona em primeiro lugar do Sul em outubro. Santa Catarina abriu 6.002 vagas e o Rio Grande do Sul, outras 3.640. No cenário nacional do mês, o Paraná figurou na terceira posição, atrás de São Paulo (35.041) e Rio de Janeiro (8.163), por uma diferença de 732 novas vagas.

No mês de outubro, os setores que mais abriram oportunidades para as mulheres foram Serviços Administrativos (2.873), Comércio (2.763) e Produção de Bens e Serviços Industriais (1.550).

Da AEN

Deixe um comentário