Agricultura esclarece que não há nova orientação sobre embarques de carne à China

O Ministério da Agricultura esclareceu que não foi emitida nenhuma nova orientação aos frigoríficos a respeito de uma suspensão na produção de carne bovina para a China. Em nota, a pasta explica que o que está definido é a suspensão da certificação de carne e produtos bovinos com destino ao país asiático desde 4 de setembro. Na data, o escoamento foi paralisado de maneira voluntária pelo Brasil, por causa dos casos atípicos do “mal da vaca louca”. De acordo com o ministério, um ofício circular enviado aos chefes de serviços de Inspeção de Produtos de Origem Animal pode ter gerado uma interpretação diferente. O documento autoriza, por 60 dias, a estocagem de produtos que iriam para a China e foi produzido antes de 4 de setembro.