Bailey: queremos sistema financeiro resiliente a efeitos de mudanças climática

O presidente do Banco da Inglaterra (BoE), Andrew Bailey, reiterou nesta segunda-feira, 9, que a autoridade monetária está comprometida a lidar com os efeitos do aquecimento global sobre a atividade econômica. “Nosso objetivo é construir um sistema financeiro do Reino Unido resiliente aos riscos das mudanças climáticas e que apoie o transição para uma economia de zero carbono”, comentou, durante o evento Green Horizon Summit.

Bailey listou uma série de medidas implementadas pela instituição para ajudar a atenuar os riscos climáticos, entre eles a elaboração de um teste de estresse para avaliar a capacidade de bancos de enfrentar a questão. Adiado por conta da pandemia, o exercício será lançado em junho de 2021. “Não usaremos os resultados para dimensionar os colchões de capital das empresas. Mas isso não significa que as empresas não deveriam estar pensando sobre os requisitos de capital de curto prazo”, disse.

Participando do mesmo evento, a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, falou sobre os riscos das mudanças climáticas, mas não fez menção à política monetária da instituição. Segundo ela, riscos ligados ao meio ambiente ainda não foram “adequadamente precificados”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *