BC vê 1º semestre um pouco pior que projeções de mercado, diz Campos Neto

Após mais um recorde de criação de vagas de trabalho com carteira assinada em fevereiro, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reforçou que o mercado formal já tem se recuperado, mas levantou dúvidas sobre a velocidade de recuperação do mercado de trabalho informal.

“Dá para afirmar que setor formal recuperou forte. Já sobre o setor informal, há divergências de entendimento dentro do Comitê de Política Monetária (Copom). Alguns diretores acreditam que o setor informal vai ganhar tração impulsionado pela recuperação do setor formal, mas eu estou entre aqueles que acham que o setor informal vai demorar um pouco mais a se recuperar”, avaliou o presidente do BC.

Campos Neto mais uma vez argumentou que o BC não estaria superotimista com a projeção de crescimento de 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB) para 2021. “O BC inclusive vê o primeiro semestre um pouco pior que projeções de mercado”, repetiu, no evento virtual “Encontro Daycoval – Perspectivas Econômicas e de Investimentos para o Brasil 2021”.

O presidente do BC lembrou que os dados da produção industrial estão bem acima do nível da pandemia.

Ele elencou também os resultados da inadimplência do mercado de crédito, sem sinal de crescimento, e lembrou que as taxas de juros estão perto das mínimas em quase todos produtos de crédito.