Bolsas da Ásia fecham em alta, seguindo NY, com possível vitória de Biden

As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta quinta-feira, seguindo o rali de Nova York, diante de sinais de que o democrata Joe Biden poderá se tornar o próximo presidente dos EUA, reduzindo as incertezas das eleições americanas e favorecendo o apetite por risco.

O Hang Seng liderou os ganhos na Ásia hoje, com salto de 3,25% em Hong Kong, a 25.695,92 pontos, em meio a expectativas de que as tensões entre EUA e China diminuam num eventual governo Biden. Entre os mercados chineses, o Xangai Composto subiu 1,30%, a 3.320,13 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,67%, a 2.299,87 pontos.

Em outras partes da região asiática, o japonês Nikkei se valorizou 1,73% em Tóquio, a 24.105,28 pontos, o sul-coreano Kospi teve expressivo ganho de 2,40% em Seul, a 2.413,79 pontos, e o Taiex registrou alta de 0,40% em Taiwan, a 12.918,80 pontos.

A apuração parcial da eleição nos EUA mostra que Biden já obteve 264 votos no colégio eleitoral, contra 214 do presidente Donald Trump. Para conquistar a Casa Branca, são necessários 270 votos. O resultado da disputa, no entanto, depende ainda do fim do cômputo de votos em Estados que costumam oscilar entre democratas e republicanos. Além disso, o Partido Republicano poderá manter o controle no Senado, tornando mais improvável um grande pacote fiscal em reação à covid-19.

A possível vitória de Biden já havia favorecido as bolsas de Nova York, que encerraram os negócios de ontem com ganhos em torno de 1,3% a 3,9%.

Na Oceania, a bolsa australiana acompanhou o tom positivo da Ásia, e o S&P/ASX 200 avançou 1,28% em Sydney hoje, a 6.139,60 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *