Bolsas da Europa operam em alta, recuperando-se após queda forte de ontem

Os mercados acionários da Europa operam com ganhos, nesta sexta-feira, recuperando-se ao menos parcialmente da baixa mais acentuada do pregão anterior. Preocupações com a covid-19 e seus impactos na atividade seguem em foco, mas hoje não impedem os ganhos das ações, com ajustes para cima em alguns setores, entre eles o de viagens.

O índice pan-europeu Stoxx 600 operava em alta de 0,91%, em 455,74 pontos, por volta das 8h15 (de Brasília).

Ao longo de toda a semana, porém, o Stoxx 600 ainda exibe baixa modesta. Na quinta-feira, o noticiário sobre a pandemia pesou nos negócios, com a variante delta como fator de preocupação na retomada. O Swissquote menciona em relatório o fato de que, durante a competição de futebol Euro2020, milhares de torcedores têm ido aos jogos “sem máscaras nem medidas visíveis de distanciamento”, o que segundo o banco gera questionamentos sobre a possibilidade de a variante delta se disseminar mais pelo continente.

Na agenda de indicadores, a produção industrial do Reino Unido avançou 0,8% em maio ante abril, abaixo da previsão de alta de 1,3% dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. O premiê Boris Johnson planeja acabar com o distanciamento social e outras medidas de restrição impostas pela pandemia em 19 de julho. Apesar de ainda existir cautela com a variante delta, a notícia apoiava hoje algumas ações ligadas a viagens. O papel da EasyJet subia 1,98% e o da Carnival, 1,87%.

Na agenda, haverá a publicação da ata da reunião de 10 de junho do Banco Central Europeu (BCE). O BBH lembra que, na ocasião, o BCE reafirmou que manterá um ritmo “significativamente mais alto” nas compras de bônus do que o anunciado inicialmente em março, e também houve revisão para cima nas projeções de crescimento e inflação. Ontem, o banco central anunciou um ajuste em sua política, almejando agora uma meta de 2% de inflação, não mais de “quase 2%” como era até então.

Às 8h25 (de Brasília), a Bolsa de Londres subia 0,73%, Frankfurt avançava 0,97% e Paris, 1,78%. A Bolsa de Milão operava em alta de 1,43%, Madri subia 0,94% e Lisboa, 0,35%. No câmbio, o euro subia a US$ 1,1860 e a libra tinha alta a US$ 1,3821.